NO ÔNIBUS



OLÁ PESSOAL, VOU CONTAR PRÁ VOCES UMA HISTÓRIA INCRÍVEL QUE ACONTECEU COMIGO E QUE ATÉ HOJE INFLUENCIA A MINHA VIDA. SOU UMA MORENINHA BONITA, BUNDA GOSTOSA E PERNAS ROLIÇAS, COM PEITINHOS QUE ESTÃO SEMPRE APONTANDO PRÁ CIMA E COM OS BIQUINHOS INCHADOS. NA ESCOLA EU ADORAVA PERTUBAR OS COLEGUINHAS DA SALA, SEMPRE FUI MUITO SAPECA E QUANDO ELES MEXIAM COMIGO ME CHAMANDO DE GOSTOSINHA E PEGANDO EM MIM, DENTRO DA SALA DE AULA, EU FICAVA LOUCA. ALGUMAS VEZES A GENTE SE ESCONDIA, OPORTUNIDADES EM QUE EU BATI MUITAS PUNHETINHAS NAQUELES PINTINHOS DURINHOS, OS QUAIS JÁ SOLTAVAM UMA MELEQUINHA QUE EU JÁ ADORAVA ENGOLIR, RECEBI MUITAS LAMBIDINHAS NOS PEITINHOS MINÚSCULOS E NA BUCETINHA AINDA CAREQUINHA, APESAR DE FICAR EM EXTÂSE, E DE SABER QUE A MAIS DANADA ERA EU, AS COISAS NÃO PASSAVAM DISSO. ERA UMA GAROTA DANADINHA E GOSTAVA MUITO DESSAS SACANAGENS, MAS MINHA MÃE ME TRATAVA COM MÃO DE FERRO E NÃO DEIXAVA EU SAIR DA LINHA, APESAR DE ALGUMAS VEZES EU SAIR NA MINHA RUA COM UNS SHORTINHOS BEM CURTINHOS, DAQUELES QUE MOSTRAM UM POUQUINHO DAS POLPINHAS, ERA UMA DELÍCIA VER AQUELE TANTO DE HOMENS, VELHOS PRINCIPALMENTE, ME OLHANDO COM CARA DE LEÃO QUE QUER COMER A OVELINHA. TINHA ALGUMAS VEZES QUE EU ME APROXIMAVA DE UMA RODINHA DE HOMENS E CONVERSAVA COM ELES, AFINAL ERAM MEUS VIZINHOS E NÃO DEVERIA ACONTECER NADA, MAS JURO QUE EU FAZIA DE TUDO PARA DEIXÁ-LOS MUITO EXCITADOS, PRINCIPALMENTE NAS FOGUEIRAS QUE ELES ACENDIAM NA FRENTE DAS CASAS, AI QUE DELÍCIA, POR VEZES EU VIA UM OU OUTRO PASSANDO A MÃO NO PAU E APERTANDO, TINHA OUTRAS MENINAS E MULHERES, É CLARO. ALGUMAS VEZES EU FUI BOLINADA POR UM SENHOR DANADO QUE INSISTIA EM ME CHAMAR DE SOBRINHA, ADORAVA QUANDO ELE FAZIA AQUILO, MAS NÃO DEIXAVA ELE PERCEBER QUE EU ESTAVA GOSTANDO, ERA O SEU JOÃO, AMIGO DO MEU PAI, ADORAVA MALTRATÁ-LO. TEVE ATÉ UMA OPORTUNIDADE QUE ELE ESTAVA SENTADO NUMA CADEIRA DE PLÁSTICO E ME CHAMOU PARA SENTAR NO COLO DELE, “VEM CÁ SOBRINHA, SENTA AQUI COM O TITIO”, LÓGICO QUE AO SENTAR PERCEBI QUE A ROLA DELE JÁ ESTAVA DURA, MAS NÃO LIGUEI E SENTEI COM GOSTO PUDE ATÉ PERCEBER A RESPIRAÇÃO OFEGANTE DELE. MAS ISSO TUDO E CASO PARA OUTRA OPORTUNIDADE, APESAR DE NUNCA TER ACONTECIDO NADA COM AQUELE VELHO SAFADO.
      MAS FOI NUMA DESSAS REUNIÕES DE QUADRA, UMA FESTA DE ANIVERSÁRIO DE UMA AMIGA, LÚCIA, QUE EU CONHECI O LUÍS, O QUAL PASSARIA A SER A MINHA PAIXÃO. ESTÁVAMOS TODOS MUITO ALEGRES NO ANIVERSÁRIO DELA, QUANDO PERCEBI QUE UM RAPAZ, BEM MAIS VELHO DO QUE EU, NÃO PARAVA DE ME OLHAR, COMO A FIGURA DELE TINHA ME AGRADADO MUITO, EU DEI UM SORRIZINHO PRÁ ELE, IMEDIATAMENTE, ELE APROXIMOU-SE E PERGUNTOU MEU NOME E ME CHAMOU PARA DANÇAR, UM FORROZINHO DAQUELES. ACHEI UMA DELÍCIA DANÇAR COM O LUÍS, ELE TINHA MUITA SEGURANÇA E ME CONDUZIA COM MAESTRIA, SEMPRE ENCAIXANDO A PERNA NO MEIO DAS MINHAS, COM CERTEZA DEVE TER SENTIDO O CALOR E A HUMIDADE QUE EXALAVA DA MINHA BUCETA, POIS EU PERCEBI INTEGRALMENTE O PAU DELE. COMO ELE ERA MUITO BONITO, FAZIA TUDO COM MUITA SEGURANÇA, ATÉ PORQUE EU ERA GOSTOSINHA, MAS PEQUENININHA, DE TAL FORMA QUE ELE ME PEGAVA E LANÇAVA PARA ONDE QUERIA, RESOLVI FICAR SÓ COM ELE, NA VERDADE ESTAVA ACHANDO MUITO LEGAL TUDO AQUILO, TIVE QUE ME CONTROLAR UM POUCO PORQUE MINHA MÃE NÃO PARAVA DE OBSERVAR A NOSSA DANÇA, MAS COM O TEMPO ELA SAÍU E O LUÍS PERCEBEU QUE O TERRENO ERA TODO DELE. O FATO É QUE A PARTIR DAQUELE EVENTO NÓS COMEÇAMOS A NAMORAR, APESAR DA POUCA IDADE QUE TINHA ELE INSISTIA QUE QUERIA ME NAMORAR E COMO ELE TAMBÉM FICOU APAIXONADO, RESOLVEU QUE QUERIA FAZER TUDO CERTO E QUIS LOGO, LOGO, CONHECER OS MEUS PAÍS, DEPOIS DISSO A GENTE COMEÇOU NAMORAR TIPO OFICIAL. ENFIM, DEPOIS DE MUITA PEGAÇÃO, BOQUETES E TUDO MAIS, LUÍS, QUE TINHA 30 ANOS RESOLVEU QUE QUERIA CASAR-SE COMIGO. NA ÉPOCA COM 18 ANINHOS, OS QUAIS PARECIAM MENOS PELO MEU PORTE DE MENININHA. MEU PAIS FICARAM LOUCOS, MAS PERCEBENDO QUE A GENTE REALMENTE GOSTAVA UM DO OUTRO, RESOLVERAM AUTORIZAR. NOS CASAMOS E FOMOS MORAR NUMA CIDADE VIZINHA, FOI ENTÃO QUE EU LIBEREI TODO AQUELE TESÃO QUE EU TINHA MANTIDO GUARDADO DURANTE ANOS, APESAR DA POUCA IDADE. LUIS ME COMIA QUASE TODO DIA, ME ENSINOU MUITAS COISAS, FOI COM ELE QUE EU DESCOBRI QUE ADORAVA CHUPAR UMA ROLA, E ADORAVA AINDA MAIS ENGOLIR TODO O LEITINHO QUE SAIA DA ROLA DO MEU AMADO, UMA ROLA ENORME, ERA O QUE EU ACHAVA, POIS, SÓ TINHA CONHECIDO OS PIRULITINHOS DOS COLEGUINHAS DA ESCOLA, MAS O CASAMENTO ESTAVA MUITO BOM, ADORAVA QUANDO O LUÍS CHEGAVA DO TRABALHO E ME ENCONTRAVA VESTINDO AQUELES SHORTINHOS MINÚSCULOS, SEM NEM TOMAR BANHO ELE ME PEGAVA, ARRANCAVA O SHORTINHO E A CALCINHA NUM MOVIMENTO SÓ E CAIA DE BOCA NA MINHA BUCETINHA, NOOSA ADORAVA AQUILO, ATO CONTÍNUO ELE COLOCAVA A ROLA DENTRO DA MINHA BOCA E MANDAVA EU CHUPAR COM TODA A FORÇA QUE EU PUDESSE, EM POUCO TEMPO ELE DESPEJAVA O MEU NÉCTAR E ENCHIA A MINHA GARGANTA DE PORRA, AQUILO ERA O PARAÍSO PARA MIM O PRIMEIRO ANO DE CASAMENTO FOI DE PURA TREPAÇÃO, LUIS ME COMIA COM MUITO VIGOR E SEMPRE QUE PODIA.
    ENTRETANTO, COMO DIZEM, DEPOIS DE UM CERTO TEMPO TODO CASAMENTO DÁ UMA ESFRIADA, LUIS TRABALHA COM TI E SAÍA TODO DIA PARA O ESCRITÓRIO, EU FICAVA EM CASA E DEPOIS DOS AFAZERES DOMÉSTICOS EU NÃO TINHA MAIS O QUE FAZER, COM O TEMPO AS PUTARIAS ENTRE NÓS COMEÇARAM A DIMINUIR E DEPOIS DE UM ANO E MEIO LUIS JÁ NÃO ME PROCURAVA COM TANTA FREQUÊNCIA, NA VERDADE O NOSSO SEXO DIMINUIU CONSIDERAVELMENTE. ATRIBUI TUDO AQUILO AO TRABALHO DELE, QUE A CADA DIA EXIGIA MAIS E MAIS. A COISA FICOU TÃO DIFÍCIL QUE PARA TOMAR O MEU LEITINHO EU TINHA QUE PRATICAMENTE ESTUPRÁ-LO. COM O TEMPO ELE COMEÇOU A CHEGAR MAIS TARDE E POR VEZES CHEGAVA UM POUCO BÊBADO, ACHEI TUDO AQUILO MUITO ESQUISITO, MAS NÃO QUERIA PARECER UMA MULHER CHATA, ENTRETANTO, TEVE DIAS QUE ELE CHEGOU TÃO BÊBADO QUE EU TIRAVA A CALÇA DELE, CHUPAVA POR HORAS O PINTO DELE, ELE GOZAVA NA MINHA BOCA E NO OUTRO DIA NEM SABIA O QUE TERIA OCORRIDO NA NOITE ANTERIOR. O FATO ERA QUE O NOSSO SEXO FICOU MUITO RARO E EU COMEÇEI A FICAR MUITO CARENTE. SEMPRE QUE O PROCURAVA, ELE DAVA UMA DESCULPA QUALQUER, ENFIM, ESTAVA VOANDO NAS PAREDES DE TESÃO.
COMO ESTAVA MUITO ABANDONADA COMBINEI COM O LUIS QUE RETOMARIA OS MEUS ESTUDOS, ELE APOIOU E DISSE QUE SERIA BOM PRÁ MIM TER UMA ATIVIDADE. CONCORDAMOS E RETOMEI OS ESTUDOS, ME MATRICULANDO NUMA FACULDADE EM OUTRA CIDADE, DE MODOS QUE EU PRECISAVA PEGAR UM ÔNIBUS PRÁ IR E OUTRO PARA VOLTAR, ESCOLHI TAMBÉM O TURNO NOTURNO, POIS ASSIM NÃO ME ATRAPALHARIA EM OUTRAS ATIVIDADES. DEPOIS DE TRÊS MESES ESTUDANDO JÁ ME SENTIA MAIS ALEGRE, TINHA ALGUMAS AMIGAS NA FACULDADE, A MINHA VIDA MELHOROU UM POUCO, APESAR DE LUÍS AINDA NÃO ME PROCURAR COM A FREQUÊNCIA DE ANTES. COMECEI A DESCONFIAR QUE LUÍS TALVEZ TIVESSE CONHECIDO UMA OUTRO PESSOA, POIS ELE COMEÇOU A CHEGAR MAIS VEZES BÊBADO EM CASA, POR ISSO EU RESOLVI ME EMPENHAR NOS MEUS ESTUDOS E NÃO ME TORNARIA UMA MULHER CHATA QUE PEGA NO PÉ DO MARIDO, AFINAL EU NÃO TINHA NADA EM CONCRETO.
PASSEI ENTÃO A ME ARRUMAR MELHOR E VESTIR ROUPAS INTERESSANTES E ADEQUADAS A MINHA IDADE, POIS PARECIA QUE O LUIS NÃO ME ENXERGAVA MAIS, E FOI NO TRAJETO ATÉ A ESCOLA QUE ALGO ACONTECEU. COMO DISSE PASSEI A ME VESTIR MELHOR, E AS SAIAS RETORNARAM AO MEU DIA A DIA, ADORO VESTIR SAIA E AS CAMISAS DE BOTÕES COM MANGAS, NÃO SEI PORQUE, MAS ACHO MAIS CONFORTÁVEL, COMPREI CALCINHAS BONITINHAS E A FACULDADE PASSOU A SER A MINHA DISTRAÇÃO. SEMPRE QUE ENTRAVA NO ÔNIBUS, PERCEBIA QUE OS HOMENS ME OLHAVAM COM AQUELA ATENÇÃO DE SEMPRE, UM OU OUTRO SEMPRE BUSCAVA ENCOSTAR EM MIM, CONTINUAVA MUITO GOSTOSINHA E LINDA, POIS AO CHEGAR NO MEU PONTO O ÔNIBUS ESTAVA SEMPRE MUITO CHEIO E EU ERA OBRIGADA A AGUENTAR OS ENCONTRÕES E OS APERTOS. MAS TEVE UM DIA QUE TUDO EM MINHA VIDA MUDARIA, COMO SEMPRE EU ESTAVA EM PÉ, APERTADA ENTRE DOIS HOMENS, QUANDO PERCEBI QUE UM DELES,   UM SENHOR MUITO BONITO, MALANDRAMENTE COLOCOU O BRAÇO NO ENCOSTO DA CABEÇA DO PASSAGEIRO DE TAL FORMA QUE O BRAÇO DELE FICAVA RELANDO NO MEU PEITO O TEMPO TODO, NÃO GOSTEI NENHUM POUQUINHO, OLHEI COM A CARA MUITO FEIA, MOSTRANDO QUE EU ESTAVA MUITO INCOMODADA E INSATISFEITA COM O ATO DELE, MAS, APESAR DE TUDO, CONFESSO QUE OS BIQUINHOS DOS MEUS SEIOS LOGO FICARAM DURINHOS, O QUE NÃO PASSOU DESPERCEBIDO PELO MEU ALGOZ. O APERTO ERA TANTO QUE NÃO TEVE COMO ESCAPAR DAQUELA SITUAÇÃO, ENTÃO PERMANECI NA POSIÇÃO SEM TER COMO SAIR, POIS, SÓ QUEM PEGA ÔNIBUS SABE O APERTO QUE É. NÃO IMPORTA MAIS O HORÁRIO, SEMPRE ESTÁ LOTADO. O CARA PERCEBENDO QUE EU NÃO TINHA COMO ESCAPAR COMEÇOU A ALISAR DESCARADAMENTE O MEU PEITO COM O COTOVELO, FIQUEI APAVORADA, NÃO QUERIA EM HIPÓTESE ALGUMA FAZER UM ESCÂNDULO DENTRO DO ÔNIBUS, MAS NÃO TIVE COMO ME MOVER, E O CARA APROVEITOU O QUANTO PODE, ALISAVA UM E DEPOIS FORÇOU UM POUCO MAIS E PASSOU A ALISAR O OUTRO, MEU MEDO SÓ AUMENTAVA, UMA MENINA INDEFESA SENDO ASSEDIADA DAQUELE JEITO. COMO O BIQUINHO TINHA ENDURECIDO ELE ACHOU QUE EU ESTAVA GOSTANDO, UM TOTAL ABSURDO AQUELA SITUAÇÃO, O CARA ESTAVA COM A MAIOR CARA DE PAU, E NEM SEQUER ME OLHAVA, A MINHA ÚNICA SOLUÇÃO ERA FICAR IMÓVEL, NÃO QUERIA SER AGREDIDA POR ELE, FIQUEI IMÓVEL E DEIXEI O CARA ABUSAR DE MIM, PENSEI EM MUITAS COISAS, MAS NÃO CONSEGUIA REAGIR, EM UM DADO MOMENTO ELE CHEGOU ATÉ A APERTAR O BRAÇO CONTRA O MEU PEITO, SENTI QUANDO ELE FICOU OFEGANTE E FORÇOU AINDA MAIS O BRAÇO NO MEU PEITO, MAS EU NÃO CONSEGUIA REAGIR, ESTAVA APAVORADA, REPENTINAMENTE EU PERCEBI QUE ELE TIRARA O BRAÇO, PENSEI QUE O SUPLÍCIO HAVIA ACABADO, MAS O DESCARADO POSICIONOU-SE UM POUQUINHO MAIS PARA TRÁS E ENCOSTOU MEIO DE LADO NO MEU QUADRIL, O PAVOR ENTÃO SÓ AUMENTOU, MAS TOTALMENTE INGÊNUA E RECEIOSA, NÃO TIVE REAÇÃO. PERCEBENDO O MEU DESCONTROLE O CARA FORÇOU AINDA MAIS O SEU QUADRIL CONTRA O MEU, O APERTO ERA TAMANHO QUE OS OUTROS PASSAGEIROS NADA PERCEBIA, NA VERDADE MUITOS DORMIAM, UNS SENTADOS E OUTROS EM PÉ MESMO, O SAFADO CONTINUOU A PRESSIONAR O QUADRIL, E, EM DADO MOMENTO, EU CONSEGUI PERCEBER O QUANTO O PAU DELE JÁ ESTAVA DURO, CONFESSO QUE NUM PRIMEIRO MOMENTO EU NÃO PUDE ADMITIR QUE AQUILO TUDO PODERIA SER A ROLA DELE, MAS NÃO TINHA COMO NÃO SER, IMENSA E DURA COMO PEDRA, ESTAVA TÃO APAVORADA QUE ACHEI QUE IA DESMAIAR, E O BANDIDO A CADA MOMENTO FICAVA MAIS OUSADO, MAS FOI NESSE MOMENTO QUE NUM ATO DE EXTREMA CORAGEM EU RESOLVI ME DESLOCAR E SAIR DAQUELA IMPRENSADA, MAS PARA MEU ESPANTO O CARA MOVEU O BRAÇO ATÉ A MINHA CINTURA E, SUSSURRANDO NO MEU OUVIDO, ELE DETERMINOU QUE EU FICASSE PARADA OU AS COISAS PODERIAM FICARA RUIM PRÁ MIM, NESSE MOMENTO FIQUEI SEM CHÃO, MAS OBEDECI E PERMANECI ESTÁTICA, ELE ENTÃO COLOCOU UM BRAÇO NA MINHA CINTURA E POSICIONOU-SE BEM ATRÁS DE MIM, ELE SEGURAVA NA ALÇA DE CIMA E RELAVA O TEMPO TODO AQUELA COBRA NA MINHA BUNDA, O MEU PAVOR ERA TANTO QUE SÓ DEPOIS DE MUITO TEMPO É QUE EU PERCEBI QUE MINHA BUCETA ESTAVA MOLHADA, MAS CONTINUEI RECEOSA QUE ALGO MUITO RUIM PUDESSE ACONTECER, RESOLVI QUE O MELHOR A FAZER ERA PERMANECER IMÓVEL, O SENHOR, QUE ATÉ ERA BONITO, DESCEUS UMA DAS MÃOS, ABRAÇOU A MINHA CINTURA E FORÇOU AQUELE PINTO NO REGUINHO DA MINHA BUNDA COM MUITA FORÇA, PERCEBI ENTÃO QUE POR UM MOMENTO ELE FICOU MUITO OFEGANTE E NO MOMENTO SEGUINTE SENTI UM ALÍVIO REPENTINO, O CARA SAÍU RAPIDAMENTE E DESCEU DO ÔNIBUS COM MUITA PRESSA.
POR VÁRIOS DIAS EU NÃO CONSEGUI IR À FACULDADE, LEMBRAVA DO EPISÓDIO E O PÂNICO ME TOMAVA, SÓ DEPOIS DE MUITO TEMPO E VÁRIOS QUESTIONAMENTOS DO MEU MARIDO É QUE EU CONSEGUI ACEITAR A IDÉIA DE RETORNAR AOS ESTUDOS, APESAR DO PÂNICO EU ME PEGUEI EXCITADA VÁRIAS VEZES QUE LEMBRAVA DO OCORRIDO, ENTÃO, CHEIA DE REMORSOS, RAPIDAMENTE BUSCAVA OUTROS PENSAMENTOS E IMPEDIA QUE ESSE SENTIMENTO TOMASSE CONTA DE MIM, E, PARA EVITAR QUESTIONAMENTO DO MEU MARIDO RESOLVI QUE RETORNARIA ÀS AULAS. NO PRIMEIRO DIA DE RETORNO, AO TENTAR ENTRAR NO ÔNIBUS, EU SENTI UM PÂNICO TERRÍVEL E NÃO CONSEGUI ENTRAR NO VEÍCULO, DEPOIS DE MUITO PENSAR É QUE EU CONSEGUI ENTRAR NO SEGUNDO VEÍCULO QUE PASSOU. ENTREI, E, COMO SEMPRE, O APERTO ERA GIGANTESCO, APÓS ALGUNS DIAS EU JÁ ESTAVA MAIS CALMA E JÁ VOLTAVA A ROTINA, ACHAVA E TORCIA PARA QUE NUNCA MAIS ENCONTRASSE AQUELE INDIVÍDUO NO VEÍCULO NOVAMENTE, MAS APÓS UNS QUINZE DIAS PERCEBI QUE AQUELE VAGABUNDO ENCONTRAVA-SE NO INTERIOR DO VEÍCULO, AO ME VER ELE ABRIU UM SORRISO NO ROSTO E SEM NENHUMA EXITAÇÃO, VEIO EM MINHA DIREÇÃO, PUDE PERCEBER DE RELANCE QUE ELE REALMENTE ERA UM SENHOR BEM BONITO, MAS O PAVOR ERA TOTAL E MEU CORAÇÃO PARECIA QUE IA SAIR DO MEU PEITO, FIQUEI GELADA E, COMO NO OUTRO EVENTO, O PAVOR TOMOU CONTA DE TODO O MEU CORPO E EU FIQUEI ESTÁTICA, O MALANDRO CHEGOU LANÇOU UM BRAÇO NA MINHA CINTURA E AINDA DISSE, EI MEU AMOR, HÁ QUANTO TEMPO, SEM PERDER TEMPO ELE ENCONSTOU NOVAMENTE A ROLA ENORME NA MINHA BUNDA, MAIS ABUSADO ELE JÁ ALISAVA A MINHA CINTURA, PRESSIONANDO SEMPRE O MEU CORPO DE ENCONTRO AQUELA ROLA QUE JÁ SE ENCONTRAVA NO MEIO DA COVINHA DA MINHA BUNDA, REPENTINAMENTE ELE TIROU A MÃO DA MINHA CINTURA E PASSOU A ALISAR A MINHA BUNDA POR SOBRE A SAIA, DESCEU UM POUQUINHO MAIS E ALISOU AS MINHAS PERNAS, VEIO SUBINDO A MÃO E TRANZENDO COM ELA O TECIDO DA SAIA, COMO ERA UM TECIDO MACIO NÃO OFERECIA RESISTÊNCIA ÀS MANOBRAS DAQUELE TRASTE, FATO É QUE APESAR DO TERROR QUE SENTIA A MINHA CALCINHA JÁ ESTAVA BASTANTE ENCHARCADA, JÁ COM A SAIA BASTANTE LEVANTADA ELE PASSOU A APERTAR AS POLPAS DA MINHA BUNDA, ALISOU POR UM BOM TEMPO A MINHA BUNDA, ATÉ O MOMENTO QUE ELE FICOU NOVAMENTE OFEGANTE E DESAPARECEU COMO DA ÚLTIMA VEZ. O FATO SE REPETIU MAIS DUAS VEZES NAQUELA SEMANA, SEMPRE DO MESMO JEITO, SEMPRE QUE ELE SAÍA EU SENTIA UM ALÍVIO MUITO GRANDE, ENTRETANTO, AO CHEGAR EM CASA DEPOIS DA FACULDADE, EU PASSEI A PERCEBER QUE TAMBÉM ESTAVA FICANDO MUITO EXCITADA, POIS A CALCINHA ESTAVA SEMPRE MUITO EMPAPADA, FOI ENTÃO QUE ME BATEU UM REMORSO DANADO POR TER PERMETIDO QUE TUDO AQUILO PUDESSE TER ACONTECIDO. OS DIAS SE PASSARAM E EM VÁRIOS DELES EU ME PEGAVA PENSANDO NOS EPISÓDIOS NO INTERIOR DO ÔNIBUS E JÁ NÃO CONSEGUIA DEIXAR DE FICAR EXCITADA, FAZIA UM ESFORÇO TREMENDO PARA ESQUECER TUDO, MAS NÃO CONSEGUIA, SENTIA-ME VÍTIMA DO POUCO CASO QUE MEU MARIDO ESTAVA FAZENDO DE MIM, POIS CREDITAVA OS EPISÓDIOS A FRAGILIDADE QUE ESTAVA PASSANDO.
PASSARAM-SE QUINZE DIAS DESDE OS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS, E, AO INVÉS DE FICAR ALIVIADA EU COMECEI A FICAR PREOCUPADA, ACHANDO QUE O BANDIDO NÃO MAIS APARECERIA, CONVIVIA AGORA COM UM MISTO DE REMORSO PELO MEU MARIDO E UM TESÃO ENORME PELO DESCONHECIDO. FOI ENTÃO QUE DEPOIS DESSE PERÍODO NOS ENCONTRAMOS NOVAMENTE NO INTERIOR DO ÔNIBUS, E COMO OS EPISÓDIOS ANTERIORES ELE APROXIMOU E ENLAÇOU A MINHA CINTURA SEM NENHUMA RETIDÃO, POIS JÁ SE SENTIA DONO DA GAROTINHA INDEFESA, DESSA VEZ EU JÁ NÃO SENTIA O MESMO MEDO DAS VEZES ANTERIORES, APESAR DE AINDA SENTIR BASTANTE TEMOR. PARECIA QUE ELE TINHA UM MÉTODO DE FAZER AS COISAS E, DEPOIS DE SUSSURAR NOVAMENTE EM MEU OUVIDO (OI MEU AMORZINHO) JÁ FOI LOGO AGASALHANDO A ENORME ROLA NO REGO DA MINHA BUNDA, ELE LEVANTOU A PARTE DE TRAS DA SAIA E EU PUDE SENTIR O CALOR E O TAMANHO DIRETAMENTE NA PELE, PERCEBI ENTÃO QUE O TESÃO JÁ TOMAVA CONTA DE MIM, FOI ENTÃO QUE RELAXEI UM POUCO E TENTEI SENTIR MELHOR AQUELA COBRA QUE INSISTIA EM MOLHAR A MINHA ANCA, LEMBREI ENTÃO DO MEU MARIDO, MAS AO CONTRÁRIO DO QUE ESPERAVA O TESÃO SÓ AUMENTOU, AUMENTOU MUITO, MAIS ABUSADO ELE PEGOU A MINHA MÃO E LEVOU ATÉ AQUELA ROLA, PELA QUAL EU JÁ NUTRIA UM CERTO INTERESSE, PEGUEI E UM ARREPIO CORREU TODO O MEU CORPO E FINALIZOU NO MEIO DAS MINHAS PERNAS, SENTI QUE OS PELINHOS DA MINHA BUCETA FICARAM TODOS ARREPIADOS, NÃO CONSEGUIA ACREDITAR QUE UMA ROLA PUDESSE TER AQUELE VOLUME, QUENTE COMO BRASA E DURA DEMAIS, FOI ENTÃO QUE ELE SUSSUROU NO MEU OUVIDO, AGORA VOCÊ É MINHA, OUVIU? E REPETIU, OUVIU, GATINHA? AÍ EU DISSE QUASE SUSSURRANDO, OUVI! ELE PASSOU ENTÃO A FAZER UM MOVIMENTO BEM LEVE DE VAI E VEM NA ENORME ROLA, ENVOLVENDO-A A COM A MINHA MÃO, A QUAL JÁ NÃO OFERECIA RESISTÊNCIA E ATÉ AJUDAVA NO MOVIMENTO, PERCEBENDO QUE JÁ CONTAVA COM O MEU CONSENTIMENTO ELE LARGOU A PICA SOB OS MEUS CUIDADOS E NUM ATO BEM LENTO, SUBIU UMA DAS MÃOS E AGARROU O MEU SEIO, QUE JÁ ESTAVA TOTALMENTE ENTUMESCIDO. AMASSAVA O PEITO COM GRANDE ENERGIA, E A CADA MOVIMENTO EU PERCEBIA QUE A ROLA FICA MAIS DURA E PULSANTE, REPENTINAMENTE ELE TIROU UMA TOALHINHA DO BOLSO DO PALETÓ E ENVOLVEU A CABEÇORRA DA PICA, ATO CONTINUO ELE ME ORDENOU, AGORA VOCÊ VAI AUMENTAR O MOVIMENTO E APERTAR ELA UM POUCO MAIS, OK? EU DISSE, SIM! ELE ENTÃO FALOU, MAS ANTES EU VOU TIRAR A SUA CALCINHA E VOU LEVÁ-LA COMIGO, TÁ BOM MEU AMOR? PERCEBENDO QUE A AÇÃO PODERIA NOS DENUNCIAR EU DISSE, MAS OS PASSAGEIROS PODEM VER, ENTÃO ELE FALOU, VAI NADA, VOU TIRAR UMA PARTE COM A MÃO E DEPOIS EU DESÇO ELA COM O PÉ, VOCÊ SOBE ELA ATÉ A MINHA MÃO, ASSIM FIZEMOS, ELE ENTÃO PASSOU A FICAR BASTANTE OFEGANTE E LANÇOU UMA ENORME QUANTIDADE DE PORRA SOBRE A TOALHA QUE FICOU TODA MOLHADA, ENTÃO ELE DISSE, ESSE É O PAGAMENTO PELA CALCINHA E ME PASSOU A TOALHA TODA ENSOPADA, A QUAL GUARDEI DENTRO DA BOLSA. ELE AJEITOU A PICA DENTRO DA CALÇA E SAÍU RAPIDINHO.
      EU ME RECRIMINAVA O TEMPO TODO, PENSAVA COMO ESTAVA TRAINDO O SAFADO DO MEU MARIDO, MAS O FATO É QUE EU ESTAVA ADORANDO TUDO AQUILO E TINHA CERTEZA QUE NÃO PODERIA VIVER MAIS INDIFERENTE A TODO QUE ACONTECEU E QUE PROVAVELMENTE CONTINUARIA ACONTECENDO, DECIDI ENTÃO ASSUMIR A MINHA PORÇÃO PUTINHA, QUE JÁ SABIA EXISTIR DESDE MENORZINHA, JÁ QUE AQUILO VINHA ACONTECENDO HÁ BASTANTE TEMPO E EU EM MOMENTO ALGUM PENSEI EM INTERROMPER O ASSÉDIO. SEMPRE QUE EU PENSAVA NOS ACONTECIMENTOS MINHA CALCINHA FICAVA ENCHARCADA. DESSA VEZ, ANTES QUE ELE TIRASSE A CALCINHA EU CONSEGUI DAR UMA GOZADA MARAVILHOSA, APESAR DE CONTIDA, ENTRETANTO, PARA O MEU DESESPERO, UM RAPAZINHO QUE ESTAVA SENTADO PERCEBEU TUDO E, APROVEITANDO-SE DA MINHA INSEGURANÇA, SEM A MENOR VERGONHA ELE OLHOU PRÁ MIM E SORRIU, POIS SABENDO QUE EU ESTAVA SEM CALCINHA ELE, DISFARÇADAMENTE, DESCEU UMA MÃO E PASSOU A ALISAR A MINHA PERNA, SEM TER O QUE FAZER EU SORRI E PENSEI, AGORA VIREI PUTA DE VERDADE, DEIXEI QUE ELE CONTINUASSE A SAFADEZA, ELE ENTÃO FOI ALISANDO A MINHA PERNA QUE JÁ ESTAVA TOTALMENTE MOLHADA E SUBIU A MÃO ATÉ ENCONTRAR A MINHA BUCETA TOTALMENTE ENCHARCADA, ENTÃO ELE ENFIOU TRÊS DEDOS E FICOU CHACOALHANDO DENTRO DA MINHA BOCETA, A QUAL IMEDIATAMENTE VOLTOU A FICAR COMPLETAMENTE ENCHARCADA, DEPOIS DE BRINCAR BASTANTE NO INTERIOR DA MINHA BUCETA ELE TIROU A MÃO E LEVOU OS DEDOS ATÉ A BOCA E OS CHUPOU COMO SE FOSSE O MELHOR DOS PIRULITOS, REPETIU ESSE MOVIMENTO POR VÁRIAS VEZES, ATÉ O MOMENTO EM QUE EU NÃO AGUENTEI MAIS E TIVE QUE ME SEGURAR BASTANTE PORQUE SENTIA UM GOZO ENORME QUE ME DESEQUILIBROU TANTO QUE UMA SENHORA TEVE QUE ME SEGURAR UM POUCO, ELA ACHOU QUE ERA O MOVIMENTO DO ÔNIBUS. O RAPAZ, COMPLETAMENTE INDIFERENTE À MINHA POSTURA, DEU UM GRANDE SORRISO E CONTINUOU PELO TEMPO QUE QUIS ENFIANDO UM DOIS E ATÉ TRÊS DEDOS NA MINHA BUCETA, ATÉ O MOMENTO EM QUE TIVE QUE DESCER NA MINHA PARADA.
CHEGUEI EM CASA, DEPOIS DA FACULDADE, TÃO EXCITADA QUE OBRIGUEI O MEU AMOR A ME COMER E EM SEGUIDA GOZAR NA MINHA BOCA ATÉ A ÚLTIMA GOTINHA. PASSEI ENTÃO A ENCONTRAR AQUELE SENHOR, QUE DEPOIS DESCOBRI CHAMAR-SE JORGE, PELO MENOS UMA VEZ NA SEMANA, DEPOIS DE VÁRIOS ENCONTROS DENTRO DO ÔNIBUS, APÓS DESCOBRIR QUE ELE ERA VIZINHO DE QUADRA, COMBINAMOS DE NOS ENCONTRARMOS EM SUA CASA, ONDE PASSEI A VISITÁ-LO REGULARMENTE, UM DETALHE É QUE AQUELE RAPAZ QUE ENFIOU A MÃO NA MINHA BUCETA, DEPOIS DA ABORDAGEM DO JORGE É SOBRINHO DELE, E AQUILO TUDO TINHA SIDO COMBINADO PELOS MALANDROS. HOJE OS DOIS DIVIDEM IGUALMENTE OS PRAZERES QUE EU LHES PROPORCIONO, CARLOS, O SOBRINHO, INICIOU-ME NO SEXO ANAL, E HOJE EU OS RECEBO NOS MEUS BURACOS QUASE QUE DIARIAMENTE, UM NA BUCETA E OUTRO NO CU, OU EM OUTRAS TANTAS FORMAS DE GOZAR, SEM CONTAR QUE SEMPRE QUE PRECISO TOMO BASTANTE LEITINHO, É TANTA PORRA QUE EU NEM SEI SE CONSIGO VIVER SEM TOMAR BASTANTE PORRA. DESCOBRI QUE NÃO POSSO E NÃO QUERO VIVER SEM TREPAR BASTANTE, MAS CONTINUO CASADINHA E FIEL AO MEU MARIDINHO QUERIDO, APESAR DOS MEUS BURAQUINHOS TEREM SIDO GENEROSAMENTE ALARGADOS, MAS MESMO ASSIM MEU MARIDO NADA PERGUNTA OU RECLAMA, QUE SE FODA.

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario elmermessias

elmermessias Comentou em 19/08/2019

Gostaria muito de tecomer Karina. elmerms2014

foto perfil usuario pedroecarmem

pedroecarmem Comentou em 19/08/2019

Que conto delicioso, queria uma mulher assim!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


109121 - MEU SOGRO CHANTAGISTA - Categoria: Fantasias - Votos: 43
137355 - DEBAIXO DA MESA - Categoria: Fetiches - Votos: 6
143030 - NA PADARIA - Categoria: Fantasias - Votos: 17
143170 - OI GALERINHA - Categoria: Fantasias - Votos: 0

Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico katarina2017

Nome do conto:
NO ÔNIBUS

Codigo do conto:
143059

Categoria:
Fantasias

Data da Publicação:
18/08/2019

Quant.de Votos:
9

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


militares parrudosvidio d sexo com tio comendo a sobrinha brincando com elacontos eroticos comendo noraConto herotico gay comeram meu cu e minha irman vio tudoContos eu fasso meus sogros de putas fodo ele e sograMae gosta de pau conto incestoContos negao arrombou as prega da minha esposaagarrei minha tia velha e transamos contosporno conto erotico sogracontos eroticos engravidando a loiracontos eroticos com fotos doce nandaconto erótico mulher deixar engravidar de amigo dotado[email protected]Milftoon un dia de sexo selvagem part 2Conto de puta vadia vivendo com um estupradorsexo dei pro meu paicontos engravidei minha irma e comi ela gravidacontos vireiputa do papaicontos porno eu e minha amiga transamo com o marido delaConto meu filho não endurece o paucasada crente mas gosta de rola,contos eroticosmae gordinha contos eróticosquero ver mulher depilando a b***** limpinha deixa limpinha toda arranhadacdzinhas montadasgravidezcompenisconto erotico castigado meu irmaoconto acordei com meu filho chupando minha bucetacontoerotico virei escrava do vizinho velhoesfregacao de rola contos amigos punheteirosConto erotico bucetinhasexocontos de tias gostosa com bucetas cabeludas grisalhos contoschantagem comi a minha irma contos eroticos de mulheres evangelicas fuderam com sobrinhoo pai viu as fotos no comprotador e meu fodeuputaqueriu gozei toda pornokomik hentai miftoon mama aftercoto chupei o cuzinho da minha cumadre novinhascanalhaComo fiis para fuder minha professora contoconto de sexo muito intensoesconde esconde conto gaycasa dos contos fudendo namorada cunhada e maezona todas putonascontos comi a mulher do meu enteado novinha[email protected]cont erot fui da banho no neguinhoajudando a minha filha a raspar a bucetinha.contosporno em quatrinho o prefeitoconsegui fuder o cu da minha sogra contos pornoporno gay mangacontos eróticos gordas com fotosconto gay cueca aparecendocontos eroticos estupraram minha esposaconto vo peludo nucontos eroticos escravizada pelo ofice boy taradoQuadros eroticos OS substitutotia encaixa a bubuta na sobrinha e gozacuriosidade anal conto eroticoContos eroticos de mamae e filhas gulosas mamando nos pauzao grandao grossao dos cinco filhos numa suruba em casameu irmão me viciou em chupar pau conto gayxvideos contos relatos sogragrupo zofiliaconto erótico linguada buceta mel esfregar dedoquadrinho erotico seirencontos eroticos com.velhaseu pau era comprido e torto.arqueie a bunda e abri as pernas ele penetrou kentamente contos eroticosporno soutinhocontos eroticos de masturbaçao com sograsrabuda filho quadrilhoscontos depois de rasgar a minha cona com aquele caralho enorme rasgou o meu cu virgem e doeu muitocontos eroticos de ginecologista estrupdormolequinhos.contos eroticos.numa festinhaVidioporno professora quadrinhoconto tia encoxada no onibus e fodecontos eroticos de meninos gays iniciaçaopornografiaface bookver conto erotico sob chofer pirocudoconto erotico.amdando.de cavaloconto erotico massagem filhacontoesposaboacontos eroticos andando de moto sem calcinhahttps://vangogrostov.ru/conto/48999/732843/sexo-no-presidio-segunda-parte.html