Meu filho - primeiro capitulo



Eu finalmente aceitei, mas não sei se fiz bem.Meu filho de 17 anos me vinha pedindo com insistência para a gente tomar banho juntos.Ele é um estudante e vivo com ele desde que seu pai nos deixou há 15 anos.Deve ser dito que esse pedido ocorreu em um contexto particular.


Tenho 42 anos e desde a nossa separação tive algumas aventuras, mas nunca pensei num realacionamento estavél com outro homem. Eu sempre preferi o relacionamento com meu filho para que ele cresçesse melhor. Eu nunca quis que outro homem invadisse nossas vidas, para não perturbá-lo.Uma cumplicidade profunda e terna nos une.Vivi alegremente como a relação de uma mãe com o filho, nada mais.Até recentemente eu pensava que era o mesmo para ele.


Mas já faz vários meses desde que notei fatos que me fazem pensar sobre a natureza de seus sentimentos.
Começou com manchas que notei na calcinhas sujas da lavanderia.Eu rapidamente os identifiquei como sendo marcas de esperma !!!Só poderia vir do meu filho, o único homem que mora comigo.No começo fiquei muito chocada porque sempre o vi como meu bebê.Mas eu tive que me acostumar com essa ideia de que ao meu lado hávia um homem em todos os sentidos da palavra.

Também me perturbou a idéia de que o fruto que minha carne se tornou adulto para desenvolver a sexualidade: o fato de ser meu filho me tornou mais sensível a essa masculinidade, muito mais do que qualquer outro homem.


Claro que guardei issopara mim e nunca pensei em ir com ele como mulher, a sexualidade não pode fazer parte do nosso relacionamento como mãe e filho.Regularmente eu encontrava a minha calcinha suja ainda molhada e perfumada.

Eu surpreendi seus olhares insistentes para o meu corpo quando eu estava vestida levemente na privacidade do nosso apartamento: também Achei que ele estava me espionando quando estava no banheiro.


Também aconteceu comigo várias vezes encontrar a porta do meu quarto entreaberta pela manhã enquanto me acordava, enquanto eu estava certa de ter fechado a noite enquanto dormia.Ninguém além dele poderia tê-lo aberto durante a noite.

Eu também encontrei no lixo lenços de papel manchados de esperma.Então eu suspeitei que meu filho venha me ver à noite enquanto eu dormia e e ele se masturba.


Nos meus 42 anos sou muito atraente e muitos me dão muito menos que a minha idade.
Tenho a sorte de ter mantido uma figura esvelta, apesar de uma gravidez. Minha barriga permaneceu firme e não acumulei gordura no meu corpo.

Eu nunca lhe contei sobre isso, com vergonha de falar sobre isso com ele e contar-lhe minhas suspeitas e certezas.Foi nesse contexto que ele me pediu uma vez por que não tomaríamos banho juntos.No começo eu recusei, mas ele insistiu tanto que eu prometi a ele que ia pensar.Ele voltou à carga várias vezes mais e com mais insistência.Eu tentei fugir o maior tempo possível.Dado o seu comportamento, receei sobretudo que ele tente tirar vantagem da situação.


Ao mesmo tempo, seu lado masculino que eu havia aceitado me incomodou, apesar das minhas barreiras.
É claro que não podia dizer a ele que não queria correr o risco específico de estarmos nus frente a frente, conhecendo sua sexualidade e meu problema.Por força de argumentos, argumentos e contra argumentos, resignei-me a aceitar este pedido em particular.


Na noite do 30 de maio ..fomos tomar banho juntos.Eu o fiz prometer não ter nenhum gesto impróprio e permanecer respeitoso.Foram quase saltos de alegria e me abraçou para me beijar na bochecha com entusiasmo.O dia foi passado em uma atmosfera especial.

Apesar das minhas muitas ocupações, muitas perguntas me invadiam a cabeça: eu não estava errada em aceitar, mesmo que ele quisesse tanto, como ele se comportaria, e se ele realmente queria tentar alguma coisa ...Eu também senti um desejo impuro crescer com a ideia de me meter nua na frente de um homem, meu filho, sabendo que ele estava interessado em meu corpo, e vê-lo nu na minha frente.

À noite, estava cheia de contradição, pronta para lhe dizer que desisti, mas ele me precedeu chegando na cozinha e dizendo:
"você está pronta? Eu vou meter a água a correr?"

"Escuta,querido eu prefiro ir primeiro e depois voçê vem se juntar a mim."

"Ok, como você quer mãe".

Eu fui para o banheiro,com fogo para as bochechas, quase tremendo, incerta.Eu hesitei novamente fechando a porta e de repente algo tomou possessão de mim, como uma determinação.Eu me despi, armazenando minhas roupas.Eu abri a água do chuveiro e quando estava em boa temperatura, escorregei por baixo do jato fechando a porta atrás de mim. Não esperei muito tempo: vi a porta aberta, sua figura entra e ele se despiu.


O vidro esbaciado do chuveiro me impediu de ver os detalhes do seu corpo.Ele abriu a porta do chuveiro e ficou imóvel, olhando para mim.Eu tive tempo para detalhar também. Eu o vi como eu já o conhecia, magro, bem proporcionado.No fundo de sua barriga, seu sexo,não estava ereto, mas parecia longo, terminando com uma glande parcialmente descoberta.Percebo então que ele podia perceber o que estava olhando e desviei o olhar.

Tive a tentação de esconder meus seios e meu púbis com as mãos, mas percebi a inutilidade dessa manobra.
E então, por bravura, não queria parecer envergonhada com a situação. Finalmente ele vem no chuveiro com um sorriso sorrindo criança, de frente para mim, quase contra mim.

"Você tem um corpo bonito, eu tenho que dizer", ele me disse.

"Obrigado, mas não se esqueça que eu sou sua mãe e você me prometeu ..."

"Não se preocupe mãe, eu só posso perceber que você é muito sexy.. você quer que eu lave suas costas?"

Eu aceitei, aliviada por poder virar as costas e escapar de seus olhos, onde detectei um crescente apetite sexual.Olhando para os azuleijos na minha frente, vi seu sexo deitado, tamanho impressionante em repouso, excitada que eu tentei reprimir pensando que é meu filho que me excitava assim.

Ele parou o chuveiro e depois de alguns momentos senti um contato frio nas minhas costas, o que me fez estremecer.Ele colocou as mãos cobertas com gel de banho na minha pele.Ele começa a se mexer, polegares na minha coluna, a andar pelas minhas costas e de volta ao meu pescoço.

Rapidamente a maciez desse contato, reforçado pelo sabão, substituiu a sensação de inicial frio.
Todo o caminho de suas mãos, minha pele estava coberta de calafrios que irradiam para os lados.Eu relaxei, deixando essas ondas benéficas correrem por mim.Suas mãos sobem pelas minhas costas, ganham meu pescoço, depois voltam para os ombros, do lado de trás, para baixo, parando logo acima das nádegas para subir novamente.

Ele sabe massagear e relaxar com firmeza e ternura ao mesmo tempo.Eu não pude deixar de suspirar.

"Você está bem?" ele me pergunta.

Eu respondo com um sussurro: "Sim, você é muito bom.
Ele, mas continua seu balé, gradualmente desviando seu caminho para cercar os lados dos meus ombros e descer pelos meus ombros e abaixo das minhas costas.
Às vezes, elas pareciam querer se apresentar, mas eu evitei o progresso delas, movendo-me um pouco, para evitar que elas cheguem francamente aos meus seios.

A manobra, no entanto, foi discreta o suficiente para que eu não saiba se foi voluntária.Depois de alguns minutos eu estava lânguida, relaxada e mais perturbada pelo contato comovente nas minhas costas e pescoço, e a sensualidade que emerge.Se fosse outro homem que meu filho, eu deixaria um desejo que eu sintia começar a surgir em mim.


Estava ciente de que brincava com fogo e que a excitação aumentaria se eu não fizesse nada para impedi-lo.Eu estava em um segundo estado de bem-estar e relaxamento, onde meus pontos de referência estavam lentamente derretendo.Eu só estava ciente dessas mãos ágeis que relaxavam e acordavam meu corpo de uma só vez.

Minha vontade vacila, quase me esqueçi que era meu filho quem fazia esse efeito para mim.Sinti suas mãos descansarem nos meus ombros e me puxarem de volta.Eu só pude deixar ir e minhas costas tocaram seu peito.Suas mãos estavam nos meus quadris ele me puxou ainda mais, sinti então no topo das minhas nádegas, contato mais quente, mais longo e rígido, apontando para cima, percebendo que era o seu sexo desta vez ereto que estava'pressionando em mim.

Este contato me queimou e me assustou ao mesmo tempo.Eu suspeitei que sua massagem estava direcionada para um objetivo específico, para o que eu queria evitar.Eu tentei suavemente me liberar para frente, mas suas mãos me abraçaram contra ele, pressionando seu pênis contra as minhas costas.Eu protestei

"Mas querido, não é bom, você não pode ..."

"Mãe, você é uma mulher, querida mãe, e você está fazendo um efeito terrível em mim."

Suas mãos ainda manchadas de sabão escorregaram no meu estômago e acariciaram como fizeram para as minhas costas.Eu pus minhas mãos em meus seios para impedi-lo o acesso, mas esse movimento de defesa foi inútil, porque suas mãos continuam na minha barriga, suas caricias me queimando, dando origem à de calafrios intensos que se expandem e se concentram na parte baixa da minha barriga .
Eu sinti um calor entre minhas coxas, meu sexo estava ficando molhado gradualmente e eu sinti isso apesar de mim mesma.


Nas minhas costas, sinti o seu sexo mover-se lentamente para a frente e para trás, como se quisesse massagear minha parte inferior das costas com essa coluna de carne firme. Eu ainda encontrei a vontade de protestar

"O que você está fazendo, por favor ...não..não podemos ...eu sou sua mãe"

Mas ele não me respondeu.Estava presa pelo desejo ddo meu filho e pelo eco que causava no meu corpo...Minha vontade de resistir diminui cada vez mais, diante de uma necessidade, uma urgência que crescia queimando meu corpo.

Ele dobrou as pernas ligeiramente, abaixou e eu sinti a ponta do seu sexo na parte inferior das minhas costas entre as minhas nádegas e ele empurrou para frente, inserindo-as.A longa progressão de seu sexo duro e macio de uma só vez, primeiro entre minhas nádegas e contra minha vagina, fez que cuma descarga electrica atravessou todo o meu corpo ...


Eu não tinha mais forças para resistir a ele, mas eu tentei uma última vez para levá-lo à razão.
Minhas mãos deixaramm meus seios e descansam nas mãos dele , em vão tentando imobilizá-las.

"Querido, não continue, eu não podemos ...é imoral"

"Mãe, você quer como eu, me diga, admita ..."

Eu queria protestar, mentir e dizer-lhe que não, mas ele liberou as mãos e rapidamente agarrou meus seios, que ele rapidamente encontra os meus mamilos para acariciar.Estremeçi fortemente com esse contato intempestivo, ofegante.Meus sentidos me submergem e minha razão me abandona, me sinto escorregando sem ser capaz de me segurar, de me agarrar à razão.Ele sentiu e ainda completou o fogo que ele acendeu, passando a boca no meu pescoço, causando também arrepios que percorrem meu corpo.


Seu pênis duro se agitava contra o meu, hà um tempo tempo, para trás e para frente, suas mãos continuam seu balé nos meus seios.Eu estava completamente de cabeça perdida enquanto ele diz para mim

"Você quer sentir meu caralho gostoso em você, mamãe, quero gozar em voçê?"

A confissão em chamas finalmente saiu da minha boca

"Sim ... sim ... mete, sua mãe está pronta para você"

Meu corpo terminou de se queimar, sinti tontura, tremi nas pernas ao pensar no que iamos fazer.Suas mãos estão nas minhas costas e me me obrigando a curvar, ele dobrou os joelhos e depois guiou seu pênis na entrada da minha caverna proibida...Um violento tremor me sacidiu quando sinti meus lábios se moverem sob o impulso de seu pênis e enquanto seu pênis me investiu completamente, gemi fortemente sob a violência do prazer que o sexo do meu filho causou no meu.


Eu mal conseguia respirar enquanto ele tinha seu sexo totalmente dentro de mim, gemendo ofegante....
Um fogo ardente me devorou enquanto eu percebi completamente que meu filho estava em mim, parcialmente se retirou para meter com mais força...me arrancando forte gritos de prazer impuro... Eu não via, não pensava mais, era apenas o prazer que me invadia nas ondas quantidade do meu sexo ao longo do meu corpo, cada vez mais intenso em cada um dos seus impulsos...

" ahhh mãe ....que cona deliciosa....me perdoa mas estou adorando!!!!"

" eu também filho estou adorando ....mas temos que parar!!!!isto não pode estar acontecer!!!

Totalmente aberta em seu sexo que atravessava um longo e contínuo tremor, eu senti o orgasmo possuir meu corpo, me pesando em seus braços, minha respiração acelerou e começei a gemer sem parar.
Ele sentiu o meu prazer se aproximando de mim e diz:

"oh sim mãe, goze, goze no meu caralho, eu vou também gozar"

As palavras saem da minha boca bagunçada

"sim ... sim ... vem também ... me dê ... sua semente ..."

De repente tudo girou em torno de mim, eu tensa enquanto as descargas do ograsmo me sacodiam e me cortam o fôlego.Meu filho estava me penetrando com violência até que deixou o seu sexo bem no   fundo em mim, gemeu por muito tempo enquanto eu sinti o seu esperma incestuoso me queimando por dentro .


Permanecemos imóveis por algum tempo, ainda sintindo os   espasmos que agitam nossos dois sexos aninhados.Pouco a pouco, retomei a minha mente e percebi o que fizemos, a enormidade do ato.Uma sensação intensa e ardente me invade, envergonhada de prazer e de remorso, mas não tinha forças para me libertar do meu filho, que ainda sintia em mim .

Eu não sabia o que fazer ...Ele foi o primeiro que lentamente se libertou e eu me perguntei como ele vai reagir.

"Mãe, você é uma mulher incrível, eu nunca tive um prazer tão intenso, e você?"
"
Eu também, querido....mas foi muito ruim,e imoral o que fizemos ."

Ele me abraçou ternamente, me apoiando nele,estav com as pernas trêmulas ainda entorpecida de prazer, me endireitei e ainda me pressionei enquanto ele abriu a torneira do chuveiro para nos lavar....


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario casalalphaebeta

casalalphaebeta Comentou em 21/08/2019

Muito excitante. A forma como foi vencida pelo tesao, apesar de ser seu filho. Sua feminilidasde falou mais alto. O tesao gritou aos seus ouvidos e vc se entregou. Gozou. Viva sua alegria. E nos conte a continuação.

foto perfil usuario moreno1786

moreno1786 Comentou em 21/08/2019

delicia de conto , muito bem narrado continue estou louco pra saber o desenrolar desta aventura

foto perfil usuario luisantos

luisantos Comentou em 21/08/2019

Excelente esse conto. Excitante demais!!!

foto perfil usuario tiozinho63

tiozinho63 Comentou em 20/08/2019

Albertina mesmo com medo, seja você e faça o que tem que fazer.

foto perfil usuario baianopauzudo

baianopauzudo Comentou em 19/08/2019

muito bom, se tiver continuação posta

foto perfil usuario tigustavo

tigustavo Comentou em 19/08/2019

Delicia de conto, muito excitante, conte toda a história.

foto perfil usuario arqueirorj

arqueirorj Comentou em 19/08/2019

que texto denso e poético... Difícil até de entender se não ficarmos acompanhando vivamente a cena que se desenrola ponto a ponto na nossa frente... Delicioso, parabéns, tens meu voto e meu agrado...

foto perfil usuario pedroam

pedroam Comentou em 19/08/2019

Bem vinda Começou maravilhosamente bem, escreve muito bem sobre um tema que é delicado, mas muito excitante Continue, e seguirei a votar!

foto perfil usuario goldstick

goldstick Comentou em 19/08/2019

Muito bom...votado.

foto perfil usuario muitoputo

muitoputo Comentou em 19/08/2019

Hummmmm...que delícia de conto menina, que tesão enorme você sendo fudida pelo seu filho! Humm...mas não se preocupe porque tudo isso é um tabu idiota, sexo é pura diversão e prazer, muito normal você se tornar uma puta pra ele, pois tenho amizade com várias mulheres que têm esse relacionamento com seus filhos tá! Isso é um bloqueio que temos, causado pela nossa formação familiar e religiosa, sem dizer tbm dessa sociedade hipócrita e falsa moralista em que vivemos sabe! Mas deixe esse tabu ok!

foto perfil usuario sergio barros55

sergio barros55 Comentou em 19/08/2019

Era bom umas fotos suas para ver se você é mesmo tão irresistível... (rssss)

foto perfil usuario kkareka

kkareka Comentou em 19/08/2019

Muito bem escrito. Aguardo a continuação

foto perfil usuario stroga

stroga Comentou em 19/08/2019

Muito bem escrito, fácil de ler.

foto perfil usuario josheff

josheff Comentou em 19/08/2019

Maravilhosa você

foto perfil usuario paupeladobh

paupeladobh Comentou em 19/08/2019

Ótimo conto!! Votado de pau duro pra vc!!

foto perfil usuario pedrovasconcelos

pedrovasconcelos Comentou em 19/08/2019

Adorei o conto. Muito bem escrito. Parabens. Espero a continuaçao. Votei, claro

foto perfil usuario pedror

pedror Comentou em 19/08/2019

Amei o conto!!!

foto perfil usuario

Comentou em 19/08/2019

Votado. Tesão de conto.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico maeincestuosa

Nome do conto:
Meu filho - primeiro capitulo

Codigo do conto:
143068

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
18/08/2019

Quant.de Votos:
54

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


buceta estrudacontos erótico pique escondewww.contos erotico madura casada garoto.brcontos eroticos avos e netascontos erotico menininha pequenininhaQuadrinhos contos eróticosperigos da puberdade desenhosfeliz aniversario mãe quadrinhos de incestoconto erotico minhas filhas safadas de shortinhocurtoru confeso provoquei meu gero ate mim fudecontos eroticos virei meninagulusinha sorridende videoconto erotico fudendo meu maridoamor queroperder o cabaço do meu cuzinhosexo gay contos eroticos 220amigos no mato contocontos eróticos chupando no sofacontos louco por cunhada rabuda casada "evangelica"contos eroticos sou casada to gravida transo com cachorro com ajuda do maridocontos.pornos primo.pegando.a.priminhaCaminhoneiro não resistiu ao irmão conto gayputa.gostosa deixa.negao pauzudo.comer.seu.cu.conto.heroticoContos eroticos minha avo da pra todo mundoConto erotico fiz minha prima virgem chora no meu pau 27cmconto erótico com cena de sexoparte 5contosesposa pervertida fktoconto erotico zoofiliacontos eroticos de maes tirando cabaso da filhas e filhos novinhosconto erotico namorado de sutia e calcinhaFotos erlticasmulher dando abuseta pra negan dotadoconto erotico familia do interiortia morna gostosa trazando muito lindaencoxando a mamae conto erotcontos de enpregadas fudendo con patrao afosamamando no padrinho contos gayicesto.com mulheres comenta sobre pau do mindigocontos erodicos banco de esperma 2video de porno policial fodeno com doispmcontos eroticos estrupada bebada senti prazertrai meu namorado em excurçao contosXxxvideos Desenho os os simpsons imagensconto erotico gay pai também não resistiu ao filho safadinhomulher de bocão enorme engole caralho ggFOTOS DA BUCETA DAVIZINHA DA PRIMAmastubando xoxota e pai viu conto eroticoconto erotico negao pirocudo na praia de nudismo e o corninho manso e humilhadoporno gay bundudo doi dormi no colega popular pegador de menina e teve que da pra lelecontos guei de brunoputinha de dois irmaos contosContos gay pau pequenocontos eroticos no hotel com mamaecontos fudi a postora da igrejaContos eroticos dei a buceta dentro de um barracocontos erotico gay na liga da justiçamadrinha dormindo contocontos eroticos- meu amigo dormiu namorada calcinha pequenajogando strip poker com minha mulher verídicocontos de incesto iniciandoincesto a vingança da irmã filme pornôconto erotico comi minha empregada cinquentonaminha enteada viu meu pau duro fato realxvídio encochando de legueContos ai meu cu tiovirei obesa conto eroticonao acreito que minha sogra me chupou contocontos de mulher casadafotos de africanas levano gozada no cu do bem dotado2 gostosas chupando o cu da outracontos malicia incestos encoxadasprima.bati.puneta.pro.primogozaconto erotico concunhadachiquititas gay pornodesenhos de incestocontos eroticos. noras e sogroContos eróticos com fotos papai e vovôprima.bati.puneta.pro.primogozacontos de esposa sendo judiada e/arrombadaIniciada pelo padrasto contogay na dupla penetracao so pica negra gg contosconto erotico esposa descobriu q sexo a tres e melhorContos eroticos prima fio dentalencoxar hetaicontos ertoticos de desenhosconto erotico então mordi aquela carne na cuecacontoeroticodfbucetas virgens e nao tem diferenca em orgasmos e visaocasada novinho conto eroticoBoquetera no glory holehisoriaa porno em quafrinhosdois pião fudendo na obrasenta no colo do prima conto eróticocearense mostrando a bucetapau duro praia nudismo