Dessa vez, a trepada foi no shopping!




Em mais um dia de questionamentos de como Débora irá vestir-se para sairmos
em uma tarde de folga, sempre é aquele troca-troca de roupa e desfile perguntando-me
se esta ou aquela ficou melhor. Até que aviso pra ela que quem decide hoje o que irá
compor aquele corpo de um par de seios maravilhosos e sempre apetitosos, sou eu!
Débora concorda com minha ideia, até parece aliviada por não ter que escolher o que
irá usar (modéstia parte confia no meu bom gosto), vibro por dentro sem dar a impressão
a princípio do que realmente quero. Separo um vestido desses que sempre gosto vê-la
usar, leve, longo, que marcam todas as curvas do corpo e o mais importante um
generoso decote! - ela olha e faz cara de aprovação, apesar de saber que não tinha
escolha conforme combinado. Um salto elegante, óculos escuros e agora o grand finale:
Digo que ela vestirá o bendito e apenas ele, porque por baixo não quero nada!
Olha-me assustada! - repito;
- Isso mesmo, sem calcinha e principalmente sem o sutiã!
Porque o que quero ver são aqueles melões com biquinhos marcando o fino
tecido. - Agora ela acabara de mudar de humor... 25min de conversas, vai, não vai,
vaaai!!! Foi o combinado e quem escolhe sou eu!
Espero na sala ansioso, olhos no celular, vou a cozinha, banheiro, faço um tour
pela casa olhando o relógio, mais uns 30min de produção... ouço a porta do quarto abrir
e alguns passos, o som dos saltos a tocar o piso é simplesmente música para meus
ouvidos! - suspiro e antes de vê-la já estou de pau duro, pronta e linda agora a minha
frente à vontade que sinto é de despi-la e cair de boca naqueles peitões, mas eu sei que
está apenas começando uma tarde que promete. Abro a porta pra irmos e ela dar um
passo atrás, mais conversa... agora melhor porque em menos de 5min estamos dentro
do carro. No caminho parei para abastecer o veículo e notamos o olhar que a atendente
faz a Débora de cima a baixo, dou um sorriso de canto e ela fica mais nervosa.
Tomo o rumo do shopping, porque não conheço lugar melhor de diferentes
trocas de olhares, uns analisando os outros, não é assim? Afinal eu estava com uma
gata maravilhosa e muito sexy.
Ao chegarmos cruzamos várias lojas do shopping até a praça de alimentação,
no percurso diversos olhares e múrmuros de homens e mulheres que falem bem ou mal
mas falam (quando bem ótimo! - quando mal pra mim é um de fundo de inveja, o
importante mesmo é minha opinião!), fiz questão de parar em frente algumas vitrines e
faze-la mais cobiçada, sim cobiçada, porém minha! - olhem, desejem mas quem come
e se lambuza naquele corpo sou eu!
Continuamos a caminhar (mais um parêntese, mulheres deviam usar saltos até
para caminhar na areia da praia, perdão pelo exagero! Mas é para descrever a elegância
e a postura que toma uma mulher sobre saltos, acho que o cuidado que se tem que ter
para o equilíbrio também ajuda na posição que o corpo fica, pensem em um caminhar
em passos elegantes e que de repente para e passa a mão nos cabelos e olha de lado
como se ninguém tivesse visto? Até para observar mulher é discreta, sabe como fazer,
era bem essa a postura de Débora naquela tarde) percebo que os bicos dos seus seios
estão eriçados, me deixa louco e de pau duro, preciso sentar urgentemente! Em fim
chegamos ao destino, a tensão que antes eu via no rosto de Débora transformou-se em
uma cara de safada que começou a gostar da brincadeira, enquanto tomamos alguns
goles de cerveja conversamos sobre a situação e o que sentimos, algumas risadas e...
o assunto sexo sobre coisas diferentes do convencional que já fizemos inicia, palavras
picantes e vulgares, quando mais uma vez observo os bicos dos seus peitos arrepiados,
eu já passei da fase da loucura e nem sei em que fase estou mais, até que ela diz que
quer uma rapidinha agora, naquele momento! - e mostrando-me discretamente na
mesma hora a mão, afastando o polegar do indicador fazendo aquela liga transparente
do dedo que tinha metido na buceta por baixo da mesa.
Meu paaaaii, o que faço agora????
A primeira coisa que pensei foi vamos ao banheiro, entretanto, logo caio na real
que somos loucos mas banheiro de shopping? - dá não Marcelo, muito movimentado
pensa em outra coisa rápido, porque podemos acabar na sala de segurança, se não
coisa pior. Então ela diz:
- No estacionamento!
Pensei, carro com película bem escura, dia útil, ainda não era fim de tarde e nem
havia muito movimento, era uma possibilidade mas estacionamento já fizemos outras
vezes, eu queria mais adrenalina e o que me veio à cabeça?
- Provadores de roupas das lojas, biingo!!!
- É pior que o banheiro, tá doido?
- Estou!
- Podemos entrar em uma grande loja que já conhecemos e você finge que vai
provar uma roupa depois eu vou atrás...
- Assim não!
Como mulher é ardilosa, logo cria um plano... pegar algumas peças e seguir
para um dos provadores, que eram daqueles corredores com vários de um lado
masculino, do outro... esse mesmo que vamos entrar! – diz ela. De posse das roupas
ela iria dirigir-se a cabine e deixar a porta entreaberta, eu iria depois com uma única
peça feminina nas mãos e tentaria entrar sem ser visto, se alguém aparecer digo que
só estaria levando a peça para minha esposa, pois o tamanho da peça que ela levou
não ficou bom, então voltaria para entrada, o que não seria nada agradável pois o fogo
continuaria e eu teria que avisa-la que deu errado. Caso desse certo, pra sair seria da
mesma forma, ela sai primeiro para poder me chamar quando não houver ninguém
olhando para a porta da cabine (gostaram da ideia? - hehe! - tenho certeza que muitos
que estão lendo se gostam de loucuras como nós irão tentar também, que tal? Podem
até comentarem por aqui no fim do conto, algumas ideias ou locais diferentes que já
fizeram para Débora e eu continuarmos em novas aventuras). Bem, voltando... plano
elaborado é hora de pôr em prática, último gole e vamos lá!!! O avião levanta e eu logo
acompanho, bate uma ansiedade e medo, porém um tesão maior que os dois juntos.
Já dentro da loja não há muito o que escolher, ela pega algumas peças e segue
ao provador.
Um minuto depois, uma mensagem;
- Penúltima cabine lado direito, vem me foder!
É minha vez! pernas trêmulas e pau duro, que contraste! Na entrada dou logo
de cara com uma Sra. que me olha estranhamente mas nada diz, o bom que ela estava
de saída. Passei a visão pelo o corredor e estava vazio, rapidamente não perdi tempo
entrei sem freio, vi pela pequena abertura da porta que ela já me observava pelo o
espelho, entrei como um louco e fechei a cabine, deu certo! Era o momento de
aproveitar aquela gostosa, logo ela me agarrou pela cintura e com a outra mão enfiou
na minha boca os dedos que ela já estava a usar a minha espera. Agora sim, era hora
de arrancar aquele vestido e me fartar naqueles peitões, mas sabíamos que tínhamos
que ser rápidos, chupei aqueles peitos com um tesão tão grande que ela me fez parar
e colocou aquele mesmo bendito dedinho na boca pedindo silêncio, Débora agachou-
se e desabotoou minha calça, caiu de boca no meu cassete, foi aumentando os
movimentos e logo levantou, na cabine havia uma espécie de bancada junto a parede
e com um grande espelho, ela virou de costas pôs um dos pés em cima da bancada e
as duas mãos no espelho, agora eu tinha a disposição aquela buceta molhadinha à
minha espera, segurei-a pela cintura e meti sem dó, normalmente começo com
movimentos mais leves, contudo, o tesão e o pouco tempo não permitia preliminares,
era uma rapidinha daquelas pra ser lembrada pra sempre! Metia, metia e ao mesmo
tempo olhava o movimento daqueles peitões e expressão de êxtase no rosto dela, tive que diminuir o ritmo pois o barulho somado ao silêncio nos provadores iria chamar a
atenção, Débora pós uma parte de uma peça de roupa dentro da boca e acho que em
uns dois minutos apenas eu já estava em ponto de explodir dentro dela, mas eu não
deixaria de venerar a estrela daquela tarde, sim aqueles melões! Eles mereciam toda
homenagem, vire-a e fiz ela abaixar empurrando os seus ombros, segurei no meu
cassete e jorrei leite sobre aqueles peitos, foi demais, sensacional! Logo depois ela
ainda deu mais uma mamada pra não deixar resquícios em meu pau. Usamos
rapidamente lencinhos umedecidos para limpa-la. Débora vestiu-se facilmente, afinal
era só um vestido (E por que demorou tanto da primeira vez?), enquanto eu ainda me
recomponha, agora era o momento de sair... abriu a porta e logo mandou-me esperar,
apenas uns segundos acenou novamente, era hora, ela saiu na frente e eu atrás
acenando com uma saia na mão e falando:
- Débora, você não vai provar essa peça que eu te trouxe?
Na saída um jovem cruzou na mesma hora que Débora saiu, foi uma olhada
daquela indiscreta, eu claro que compreendi, é gostosa mesmo mas é miinhaaa!!!
Por fim, saímos extasiados pela loucura e ela me disse que em casa tinha mais,
afinal não deu tempo ela gozar como eu!
- Pois sim, agora a Sra. manda e eu obedeço!
*Tenho mais contos por aqui de algumas de nossas histórias;
SERÁ QUE TINHA ALGUÉM NOS OBSERVANDO? 137592
SANTO BRINQUEDO! 137792
Foto 1 do Conto erotico: Dessa vez, a trepada foi no shopping!

Foto 2 do Conto erotico: Dessa vez, a trepada foi no shopping!


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario pauzaomoreno22cm

pauzaomoreno22cm Comentou em 07/09/2019

Tesao de conto cara sortudo delícia sua esposa

foto perfil usuario casalmaduros

casalmaduros Comentou em 21/08/2019

Adoramos o conto, votado, gostamos dessas situações

foto perfil usuario kzadsc

kzadsc Comentou em 20/08/2019

Show de conto e aventura. Essa é uma das aventuras que ainda pretendemos realizar!!!!

foto perfil usuario maridoesposaexibida

maridoesposaexibida Comentou em 20/08/2019

Delícia de conto. Também adoro sairmos minha esposa vestida sim em shoppings aqui de Curitiba, veja os contos.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


137592 - Será que tinha alguém nos observando? - Categoria: Exibicionismo - Votos: 7
137792 - Santo brinquedo! - Categoria: Exibicionismo - Votos: 7

Ficha do conto

Foto Perfil marcelofull
marcelofull

Nome do conto:
Dessa vez, a trepada foi no shopping!

Codigo do conto:
143117

Categoria:
Exibicionismo

Data da Publicação:
20/08/2019

Quant.de Votos:
10

Quant.de Fotos:
2


Online porn video at mobile phone


contos eroticos com tios e sobrinhas safadas e putacontos eróticos dei muito no carnaval conto erotico no mato em portugalconto incesto cunhadacontos eróticos tiozao 47so foto dinovinha querendo xupa como eContos eroticos papaichupou filhA virgemDesenho em quadrinho pornoUltimos contos de coroamulher vampira quadrinhos pornImagens da penis dos Negrosconto erotico encurraladaincesto gay conto mae obrigou dar o cubandidos obrigaram me a enrabar minha filha contos de sexoquadrinhõ erotico cavalõ aromba novinha nao aguemtadei para um deficiente contosContos eroticos de travestis ropeu o meu anus.contos eróticos gay festa faculdadeconto insesto filho quer a cona pintelhuda da maecontis eroticos de casadas exibicionistas que adoram homens tarando e se masturbandoConto Gay o machão pegador de gatinhas que virou pegador de pauwww.entiadacontoeroticomontando numa rola inocentemente contos pornôConto erótico primeira vez com uma traveco contotiasafadacontos d fiho q vai viajar e leva seu filho e fodemcontos eroticos dando a buceta por dinheirocontos eroticos boquete galera video gamever travestis que tem os pus do tamanho gigantes peladasfotos caseiro de de homem casado arrumando o pau cabeçudo na portinha da buceta da mulher do corno em goaiscontos eroticos lua de mel vestido noivaContos eroticos casada fiz boquete no velho no mato serradomexendo na minha xereca contosrabuda centando no pau gozando muito de todo jeitoconto crossdressercontos gay peguei carona e dei o cu##contos perdido na estrada pornominha esposa arrumou macho chegou mandando em tudo contosconto erotico eu fui passa minhas feria no sitio com minha maicontos gay gordinho menininhacontos eroticos novinha arrebentadarasgando a buceta conto eróticoconto erotico empregada negraDesenhos porno de incesto familia favela dividindo o banheiroFotos do chaves em chiquinha virgem quadrinho pornocontos eroticos gay muy thaicontos eroticos caseiros no quintal de madrugada com a vizinhaContos erótico meu pau e enorme mas a sogra quiscontoerótico deu a buceta p segurança negãoconto porno de pasivosmeu filho me catou a forca conto eroticobaba peituda gostosa amamentando o patrao conto eroticofudedo no quarto da mãeMinha mãe nua contosConto erotico Brancos e Negra mulata preta minhas bebes pequenas conto eroticocunhado me comeu contocontos de mulheres viuvas sendo rasgadas pelo penis grandeconto acordei o cara tava chupando minha bocetaquadrinhos eroticos bunduda divorciadahpassrj yahool.comContos eroticos com cu rasgado com 30 centimetrocdzinha gemendo na varacontos eroticos gay putinhavideo de porno policial fodeno com doispmconto eroticos fui acorda papaisobrinhasvirgemcontoerotico casado biprofessora conto eroticoentiadacontoeroticoconto erotico gay com amigos da escolahistoria quadrinho porno vizinhacontoerotico sou madura rabao adoro ixibir pra meu filhoeu sou agora esposa do meu ex sogro viúvo conto eróticomtv girls nudecontoerotico de menina de dez e o mendigoContos eroticos homossexuais: andando de cavalo com o bundudocontos eróticos gay menino e o ordinárioultimos contos sadoObrigeui mey filho me come conto eroticoconto erotico mendiga novinhacoto erotico sou a putinha do papaicontos eróticos:família toda fudendo no natalFilho come mae bebada historias em quadrinhoscoto erodico de como pater puetaquadrinho eroticocontos eroticos gay masculino menino com cowboyabrindo a xaninha para receber pica conto eroticowww.contos padrasto comendo buceta dentadaconto erotico sou pai liberal e levei minha filha no ginecologistaQuadrinho erotico com negaoperdi as preguinhas do cu quando era pequenaAos meus onze anos fui comida pelo namorado de mia baba conto eroticocontos eróticos de velhosSara 1temporada conto hot