Meninas Superpoderosas



Eu e Cris, meu namorado, visitávamos nossa amiga Edith, que fazia faculdade em outro estado, quando rolou uma festa super tradicional no campus. Era uma festa à fantasia, mas o tema era sempre divulgado em cima da hora, pra que todo mundo tivesse que improvisar o look, ao invés de aparecer com algo comprado pronto. Nessa ocasião, por volta das 23h, a organização avisou que o tema seria “super herói”.


Inicialmente, consideramos moleza, mas depois de meia hora, não tínhamos conseguido fazer nada legal. O maior problema era achar algo pro Cris, pois tínhamos levado pouca coisa e Edith não tinha nada masculino no guarda-roupas. Pensamos em simplesmente pintá-lo de verde, mas o físico do meu namorado não serviria para Hulk. Tentamos até fazer uma roupa de Zorro, cortando uma cortina preta, porém ficou ridículo.

Estávamos nessa, quando me chama a atenção um monte de vestidinhos coloridos. Dou uma olhada e logo separo três: azul, rosa e verde, com uma idéia na cabeça. Edith adorou a proposta de irmos de Meninas Superpoderosas, personagens do nosso desenho preferido na infância, porém Cris não recebeu bem a idéia de ser a terceira “menina”.

Insistimos de toda forma. Eu fazia a chantagenzinha básica:

– Ah, não acredito que você vai estragar a noite por insegurança sua...

Edith assoprava:

– Vai ter um monte de homem vestido de mulher... isso já é tradicional. E, depois, vocês não conhecem ninguém aqui... vão embora em dois dias...

A muito custo, meu namorado cedeu e corremos fazer a produção. Pela cor de seu cabelo, Cris seria a Lindinha; eu iria de Docinho e Edith de Florzinha. Estava tão empolgada que queria tudo perfeito. Cris tomava banho e sugeri que depilasse os poucos pelos que tinha nas pernas e axilas. Ele não gostou, porém fiquei firme:

– Já que vamos fazer, vamos fazer direito!

Contrariado, permitiu que eu passasse a lâmina, deixando seu corpo lisinho. Não resisti e o provoquei com um tapa na bunda:

– Vai ficar gostosinha!

Enquanto ele se secava, escolhi uma tanguinha bem fininha atrás, com rendinhas dos lados e me peguei excitada imaginando aquela calcinha enfiada no seu rego. Cris chiou, mas acabou vestindo. Só quis desistir quando percebeu que o vestidinho mal cobria sua bunda de tão curto.

– Ah, qual é??? Você vai dar pra trás agora??????? Faltando 10 minutos pra festa? Juro que se você fizer isso, eu vou com a Edith e te deixo sozinho! E não me espera acordado!

Percebeu que eu estava falando sério e colocou o vestido sem reclamar mais. Completamos o look com meias arrastão acima do joelho e a faixa preta (tirada da quase roupa de zorro) na cintura. Maquiagem, sapatilha e, claro, as maria-chiquinhas no cabelo do Cris. Ficaram pequenas, mas bonitinhas. Quando vi o resultado final, me impressionei: meu namorado podia se passar por uma garota. Fiquei intrigada por nunca ter notado aquela feminilidade toda nele e, pior, por isso ter me deixado tão excitada.

Na festa, logo ao entrarmos, chamamos muita atenção. Nossos vestidinhos hipercurtos nos deixavam uma versão pornô das Meninas Superpoderosas. Muitos carinhas se aproximavam da gente sem perceber que Cris não era uma garota. Ele ficava bravo, mas eu estava adorando!

– Amor, você tem que entrar na personagem! A Lindinha é mais meiguinha, mais mulherzinha...

Edith entrava na onda também:

– Solta essa menina superpoderosa que tem dentro de você!

Ele me olhava irritado, mas eu não levava à sério: “Bebe e se solta”, brinquei.

– Você não pode estar falando sério! – disse ele.

– É claro que to falando sério! Você com essa cara amarrada tá estragando a nossa noite! Vai... bota a Lindinha pra fora!

Ele fez uma cara de “você que pediu” e bebeu todo seu drink de uma vez. Edith sussurrou: “Parece que a coisa vai esquentar!”

Fomos pra pista de dança. Segurava a cintura de Cris e dizia: “Solta esse quadril, Lindinha!” Ele já tinha percebido que não adiantava ficar bravo e começou a entrar na brincadeira. Meio desajeitado a princípio, mas pegando logo o jeito, imitava nossos movimentos, mexendo as cadeiras e rebolando a bundinha. O vestido curtinho deixava a calcinha à mostra a toda hora... logo lotou de macho ao redor da gente.

Um Batman colou atrás de mim e Cris grelou os olhos.

– Relaxa! – eu sussurrei – Faz parte...

Ele se conformou, enciumado. Mas não demorou para que um Wolverine sem camisa começasse a encoxá-lo. Ele fez um cara de desespero e eu tive que rir. Repeti o conselho no seu ouvido e dei um empurrãozinho no seu corpo, prensando-o contra o cara que estava atrás dele. O Wolverine entendeu aquilo como uma abertura e já segurou a cintura da Lindinha, falando algo com a boca roçando sua orelha. Cris me olhava em desespero e eu ria, rebolando pro Batman de pau duro atrás de mim. Deixei que meu namoradinho levasse uma boa encoxada, para depois salvá-lo.

Pedi licença ao carinha e chamei “minha amiga” para me acompanhar ao banheiro. Cris estava envergonhado, nem me olhava na cara, mas eu estava cheia de tesão. Assim que entramos no banheiro, comecei a beijá-lo... deixando-o até surpreso.

– Isso é loucura! Vamos embora dessa festa... – começou a dizer.

– Que é isso, Lindinha, você tava tão gostosa rebolando no pau do Wolverine... aposto que tava duro como pedra!

Minha vontade era transar ali mesmo, tão excitada eu tinha ficado. Ao mesmo tempo, queria experimentar mais daquela festa. Retoquei a nossa maquiagem e arrastei minha Lindinha pra pista novamente. Edith já estava aos beijos com um carinha pretensamente vestido de Superman. Começamos a dançar “juntinhas”, Cris e eu, de maneira bem provocante, atiçando todos ao redor.

Alguém fantasiado de super-herói genérico começou a me encarar, enquanto um Coringa se acercou de Lindinha. Pisquei pra “ela” e puxei o carinha pra dançar comigo, espiando o que Cris faria com o Coringa. Começaram a dançar juntinhos, o rapaz com as mãos descendo para a bundinha do meu namorado a toda hora. Ele me olhava sem saber o que fazer, então tasquei um beijo gostoso no meu par.

Trocamos amassos quentes, o carinha querendo que eu fosse com ele pra outro lugar. Aproveitei um pouco e depois dei um passa-fora, indo procurar Lindinha e seu par, que não estavam mais na pista de dança. Encontrei Edith, que me indicou o corredor escuro que ia dar no segundo ambiente da boate. Quando me dirigia pra lá, Cris vinha voltando, todo assustado ao me ver.

– Hmmm... o que a senhorita estava fazendo pra lá, mocinha? – provoquei.

Ele nem lembrou de me falar do beijo que tinha visto, sinal que tinha aprontado.

– N-nada... – gaguejou – eu s-só...

– Meu bem, se vai mentir, melhor se preparar melhor... da próxima vez que for beijar o Coringa, lembra de limpar a maquiagem dele depois...

Só então, Cris percebeu que seu rosto e pescoço estavam sujos da maquiagem do carinha. Ficou todo errado, sem saber o que falar.

– Que é isso, Lindinha! Não precisa ficar envergonhada! Aproveitou bastante?

– Foi só beijo!

– Pena... deveria ter aproveitado mais...

– Não acredito que to ouvindo isso da minha própria namorada!

– Relaxa, garota! Hoje nós somos amigas! Vamos beijar mais uns gatinhos!

Segurei Cris pela mão e o arrastei para a festa. À medida que a noite passava, a bebida fazia efeito e o pessoal ficava mais liberado. Fomos literalmente atacadas na pista, sobrando mão boba e pau duro. Cris já não se preocupava em esconder que estava curtindo. Um Hulk o pegava por trás e a “Lindinha” empinava a bunda ao máximo para se esfregar no pau do verdão.

Eu estava morrendo de tesão vendo aquelas cenas, quando Edith veio me entregar a chave do seu apartamento, informando que iria “dormir fora”.

– Parece que a Lindinha se soltou... – brincou, olhando meu namoradinho que se entregava ao seu grandão – Tudo bem pra você isso?

– Nossa, Edith, você não imagina o quanto isso tá me dando tesão... queria ser aquele Hulk e comer essa menininha...

– Hmmm... posso ajudar com isso... – disse ela – na gaveta da minha penteadeira, você vai achar um brinquedinho...

Só de ouvir isso, fiquei louca. Agradeci minha amiga e corri “resgatar” meu namorado dos braços do gigante esmeralda. Corremos para o apartamento de Edith, Cris ainda sem entender direito a minha pressa.

Joguei minha Lindinha na cama, corri na gaveta, e lá estava o brinquedinho de Edith, com cinta e tudo. Cris me olhou espantado ao me ver com aquele belo pau apontando na sua direção, mas não reclamou...

Lubrifiquei sua bundinha com saliva e a coloquei de quatro. A putinha estava com tanta vontade de dar, que empinava o rabo com força. Encaixei a cabeça no buraquinho melado e fui empurrando. Vocês não imaginam o meu tesão em meter aquele cacete. Tive que me controlar pra não gozar logo no início.

Lindinha gemia e pedia mais, eu socava com força no seu cuzinho, até que não aguentamos e gozamos. Desfaleci sobre ela, ambas lambuzadas e saciadas. Na manhã seguinte, Edith nos encontrou ainda daquele jeito...

Foto 1 do Conto erotico: Meninas Superpoderosas

Foto 2 do Conto erotico: Meninas Superpoderosas

Foto 3 do Conto erotico: Meninas Superpoderosas

Foto 4 do Conto erotico: Meninas Superpoderosas


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario francinecrossdresser

francinecrossdresser Comentou em 11/11/2019

O único defeito do seu canal é o fato de as histórias não terem continuação, pelo menos parte 2 e 3. Você é uma das melhores escritoras que já vi e me inspiro muito em você para escrever meus contos!

foto perfil usuario ksalinversao1

ksalinversao1 Comentou em 09/11/2019

Belo conto parabéns e o melhor e que vc comeu seu namorado no final que delicia

foto perfil usuario 448044la

448044la Comentou em 09/11/2019

Delicia

foto perfil usuario robertoeluiza

robertoeluiza Comentou em 09/11/2019

Votado

foto perfil usuario fetrans

fetrans Comentou em 09/11/2019

Adoro elas! Votado!

foto perfil usuario guigolveia

guigolveia Comentou em 09/11/2019

Muito bom, legal q a Lindinha é a mais menininha e a Docinha é a Maia machinho

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 09/11/2019

Que conto maravilhoso! Uma suruba de primeira! Adorei essas meninas...votado...bjs

foto perfil usuario camily

camily Comentou em 09/11/2019

Kkkk é um bom tema pensei ate em um conto elas tendo que foder bastante pra salvar o mundo. Você ja viu The Bimbo Bom girls? Do The Pit http://xbooru/index.php?page=post&s=view&id=653618




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


109613 - Caiu na net - o vídeo que mudou minha vida - Categoria: Gays - Votos: 30
109774 - Caiu na Net 2 - A Chantagem - Categoria: Gays - Votos: 16
109901 - Caiu na Net 3 - Minha namorada descobriu e inverteu o jogo - Categoria: Gays - Votos: 28
109954 - LesbCarol: descobertas de uma menina do interior - Categoria: Lésbicas - Votos: 24
109961 - LesbCarol 2: Meu namorado e sua irmã gostosa - Categoria: Virgens - Votos: 16
109994 - LesbCarol 3: Fodida na academia - Categoria: Lésbicas - Votos: 21
110304 - LesBiCarol - Predadora - Categoria: Fantasias - Votos: 10
110335 - LesBiCarol - Putinha da escola - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
110450 - LésBiCarol - Mamãe, meu desejo mais antigo - Categoria: Incesto - Votos: 18
110843 - Fui apostada pelo meu namorado - Categoria: Traição/Corno - Votos: 38
110881 - Fui apostada pelo meu namorado (mas dei o troco) - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
112101 - Potrinho virou égua - Categoria: Gays - Votos: 31
112366 - A Ex do meu namorado (real) - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
113012 - Teorema da babá - Categoria: Fetiches - Votos: 17
114285 - Anitta de Joinville - Categoria: Lésbicas - Votos: 18
114915 - Como você descobriu que gosta de garotas? - Categoria: Lésbicas - Votos: 16
115352 - Como eu descobri que gosto de comer homens - Categoria: Fetiches - Votos: 22
115615 - Festa na casa de Anita (REAL - deste findi!) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 10
117702 - As mulheres de Helena - Categoria: Lésbicas - Votos: 14
117703 - As mulheres de Helena 2 - Ângela - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
117705 - As mulheres de Helena 3 - Flávia - Categoria: Fetiches - Votos: 11
120313 - A vingança das feminazi - Categoria: Fetiches - Votos: 9
120936 - Perdida numa tarde suja - Categoria: Traição/Corno - Votos: 10
123296 - Virei mulher no encontro de estudantes - Categoria: Gays - Votos: 22
127077 - Minha namorada testando os limites da putaria - Categoria: Traição/Corno - Votos: 40
127789 - Sexy Girl - Categoria: Travesti - Votos: 23
134923 - Meu namorado me apresentou o amigo e virou corno - Categoria: Traição/Corno - Votos: 54
135011 - Na rivalidade das meninas, quem tomou no cu fui eu - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
135761 - O caso da Motosserra - Categoria: Traição/Corno - Votos: 14
137254 - Mohara (ou o prazer a da obediência) - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 9
137255 - Mohara II - humilhação e tesão - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 10
137256 - Mohara III - Entrega total - Categoria: Sadomasoquismo - Votos: 8
139585 - Putinha da mineração - Categoria: Gays - Votos: 33
141338 - Não sou mulher, mas... - Categoria: Gays - Votos: 20
141346 - Não sou mulher, mas... (2) - Categoria: Travesti - Votos: 24
142870 - Minha namorada descobriu meu passado - Categoria: Fetiches - Votos: 19
145492 - Os guias do passeio nos pegaram no saco de dormir. - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
146121 - Ah, os primos... - Categoria: Gays - Votos: 16
146384 - - Categoria: Fetiches - Votos: 10
146653 - Achou que eu fosse amiga da filha dele - Categoria: Gays - Votos: 16
146679 - Com as roupinhas da irmã dele - Categoria: Travesti - Votos: 11

Ficha do conto

Foto Perfil gabkiel
gabkiel

Nome do conto:
Meninas Superpoderosas

Codigo do conto:
146922

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
09/11/2019

Quant.de Votos:
23

Quant.de Fotos:
4


Online porn video at mobile phone


contos eróticos dividindo o maridobrincandopeladocontosContos erorico minha namorada viro puta no posto de gasolinaa minha cunhada e o cavalaopedi meu pai pra gozar dentro da minha buceta, contotirei a virgindade das priminhas inocenti contos eroticosconto esposa aluguelconto erótico lambeu a chana e tirou cabaconha da sobrinhaay papy haitai nrgoestop contos eroticos hetero pag 6contos eroticos moz peludasSogra sem calcinha no jardim seachsafada com tesâo nao resiste a pinto contoComtos erotico na chuvacontos encesto minha mae dopada meu pai rosando no meu cumeu irmão gravou orgia com minha mulher contos eróticosFotonovela porno da esposa com o vizinhomenina de rua conto eroticofis um cavalo da fasenda goza em minha buseta meu conto eroticoContos linda mulher gostosa (travestircontos eroticos cunhada se acidentouConto erotico me casei com um homem velho e ricoa mulher maravilha beijando com a mulher cilareu e minha sogra coroa conto eroticocontos eroticos em quadrinhos meu sogro me arrombou comiscminha primeira transa com meu primocomendo gorda conto eroticoconto erotico esposa viagem quarto ladofodendo sobrinha nuacontos eroticos votando puta da minha amidaconto erótico dei a buceta.p o negão segurançaHQ bart simpsons sexo gayconto erotico casadoMagiespadas hentaifiquei na casa da minha sobrinha de 19anos e tive que come o cu dela a forca e gozei na boca delacontos eroticos fiquei enganchada na janelaconto erotico patroa taradascontos comer cu de travesti pesador que era mulherContos eróticos Neuza 2017conto erotico transei com amiga da minha maemamando leitinho contos eroticoso gringo e o favelado conto porno gayFilinha putinha dando a bucetinha pro paisinho contos eroticos com fotos e quadrinhos animados menhor comtos erotico espoza aniga bebada contos eróticos Cearáconto erotico aliviarmenininhaxvidiocontos sou travesti e dei pro meu tio joaosexo maninhaconto erotico primeira vez que esibi elacontos eroticos 2017 na rua com travesti negrapresente de aniversario pro meu pai porno conto eroticocontos eroticos 8aninhosvídeo de pornô brasileiro eu levei meus amigos para bem minha casa eles acabaram comigo minha mulher gostosa com DeusComi minha tia no navio conto eroticonegra viciada em porra na gargantamulheres hetero esfregando a xota em outra mulhercontos eróticos de Carrosselcontos erótico de massagitas dotados comendo madames e ninfetasultimos contos eroticos e fodas imcriveiseu conto sou casado meu cunhado fica passando um pau em mimfotos incesto pauzudosquadrinhos brasilporno contos todos emgatados trenzinhotraiu pelo um pau grande contopai aran cando caboso da filha incestoconto irma dormindoconto: homem velho e feio me arregaçouconto boquete no amigo heteroputaria cachoro safado nao respeito a novinha bêbada e fez anal com elacontos sexo irma provococonto casada na igreja e safadacontos heroticos gay meu tio de dezessete me comeu dormindo quando eu tinha oito anoscontos eróticos dei o cu ea buceta da cunhadinhabuceta grande greluda da coroacontos casal van cornocontus sou rabuda e 3 me fudeam afosafamila favela pornocontos eroticos ensinando priminha Gpconto erotico mao inteirabuceta dona de casacontos erotticos bebendo espermameu mexicano chupou meus seiosmazinho 12012conto erotico de pedreiro e esposa de cornocontoeroticomeusogroconto gang bang velhos na noraComtos eroticos com a amiga da minha filha de 15 amosalucinado por calsinhameu irmão me engravidou contos eróticosmedica mete tres penis no cu da mulherContos eroticos podolatria com fotos chupando pes de patroascontos eroticos q o marido pegou a esposa fudendo com outro e sentiu foi tesao e participou tbm da festaconto erótico ele enfiou a mão na minha buceta fiquei dolorida