Que loucura dentro do Ônibus



Moro próximo a São Paulo, capital.Tive que viajar a negócios até a cidade de Maringá-PR.Estava quase indo de carro, mas no último momento resolvi ir de ônibus, pois assim poderia ir mais relaxado, curtindo a paisagem.Comprei a passagem, chegando no destino resolvi a pendência no primeiro dia, descansei um pouco e comprei o bilhete de retorno, de noite.Quando eu já estava sentado na penúltima fileira de bancos, surge uma mulher bem vestida, elegante, procurando seu assento.Lamentavelmente sentou-se dois bancos á minha frente, todavia nossos olhares se cruzaram, mesmo que por instantes.Discretamente me levantei, fingindo pegar algo em minha sacola, que estava na parte superior da janela.
Percebi que ela me olhou pelo reflexo da janela.Como sou discreto, sabia que o momento de uma abordagem oportuna viria.
Com poucos passageiros, o ônibus iniciou seu trajeto.Estava ansioso, excitado com a possibilidade de fazer gostosas loucuras com aquela mulher.Ela estava de vestido com fartos decotes, fato que por si já me chamou a atenção.
O ônibus parou num posto de gasolina, e quase todas as pessoas foram tomar um café, comer um lanche ou usar os sanitários.
Percebi que ela estava tomando café perto de onde eu estava.Percebi ainda seu olhar discreto.Iniciei uma conversa, sendo que ela se mostrou extremamente simpática, sorridente, porém discreta em seus atos.Notei o anel de casamento em seu dedo.Descobri que ela era avaliadora de um grande banco, residia em outro estado e estava retornando para sua cidade.Fiz um comentário discreto quanto a sua beleza,ela por sua vez sorriu, mas seus olhos me evidenciaram que algo estaria por vir......
Sou extrovertido, sabia que em cerca de 6 horas estaria em minha cidade, por isso, teria que agir.
Quando entramos no ônibus, discretamente pedi para que ela me fizesse companhia.Ela sorriu, não respondeu e sentou-se no seu lugar.Apagaram-se as luzes.Silêncio.Decorridos cerca de 10 minutos, ela levanta-se, trazendo seu travesseiro e um cobertor desses leves.
Sem falar uma só palavra, senta-se do meu lado.Escuridão.Coração acelerado.Ereção.Senti seu perfume de mulher elegante.O decote do vestido mostrava pernas torneadas, grossas, seios apetitosos.Tive que conter meu instinto,na qual o macho ataca sem muita cerimônia.
Se a excitação do meu lado era intensa, certamente o mesmo estaria ocorrendo com ela.Lentamente fui encostando minhas coxas naquelas deliciosas pernas.Era um ritual lento, estudado, fingindo que aquele contato seria "acidental", fruto do natural balanco do ônibus.
Meu pau pulsava dentro da calça social.Percebi que a mão direita dela encostou e ficou parada ao lado de minha coxa.Sentia seu calor.Fiz o mesmo, lentamente.MInha mão esquerda foi lenta e gradualmente repousando sobre aquelas coxas.Nunca imaginei fazer um 69 de mãos dentro de um ônibus, mas estava curtindo aquele momento.
Eu já não aguentava mais, e resolvi ir abusando mais da situação.Reclinei o rosto para a esquerda, chegando perto do rosto daquela mulher.Percebi que ela estava com os olhos fechados, porém em dado momento ela os abriu, olhando em meus lábios.
Quase gozei na cueca quando nossos rostos se colaram, e um beijo molhado, cheio de lascívia teve início.A safada sabia beijar, explorava lábios, fazia pressão, sugava a língua, metia sua língua dentro da minha boca, engolia as partes superiores e inferiores de meus lábios e deixava que o mesmo acontecesse com aqueles lábios, cujo batom já havia sido deliciosamente removido.
Os beijos eram cada vez mais fortes, envolventes.Quando desgrudei os lábios daquela boca, a vi de olhos fechados.Ataquei lentamente o pescoço perfumado, macio.Passei a língua, segurei em sua nuca, com pressão.Fiz isso dos dois lados.Mordisquei a orelha, uma de cada vez.Enfiei a língua dentro da orelha, ela se contraiu e vi seus pelinhos dos braços eriçados.Ela não era muito de ser passiva.Tal assertiva decorre do fato de que ela rapidamente tomou o comando das ações, beijando meu pescoço, enfiando a língua em meus ouvidos e desabotoando minha camisa, apertou meus peitos e os chupou com gosto.
Fiquei louco, a virei de frente para a janela, que ficou de costas para mim.Fui atacando sua nuca com meus beijos e mordidinhas de leve, pois não queria deixar as marcas do crime.Ela, não aguentando mais, levou sua mão esquerda até o meu pau e o apertou por cima da calça.Fiquei louco, então a desvirei; ela ficou sentada na minha frente.Fui levando meus dedos até os seios, os apalpei, mordisquei com os lábios, suguei com força e ela mordia os lábios para não gemer nem gritar.Fui descendo com a boca dos seios até a barriga, a coloquei deitada de pernas abertas e fui levantando aquele vestido.Surgiu uma calcinha vermelha de alcinhas, minúscula.Colei o rosto por cima da referida calcinha e senti o cheiro, o calor que emanava daquele sexo.Em condições normais não sei qual a relação entre meu nariz e meu pau, mas no momento em que senti o cheiro daquela xaninha,senti meu pau soltar uma gota de porra.
Puxei a calcinha do lado e escorreguei a língua bem perto da xana.Rodeei o clitóris.Cheguei na zona limítrofe da entrada da vagina melada.Fiz isso reiteradas vezes, com o claro intuito de judiar daquela gostosa.Mas ela perdeu a paciência, e empurrou minha cabeça em direção da fonte pela qual emanava tanto calor.
Meu nariz foi direto na xana e aspirei profundamente aquele aroma.O cheiro chegou ao interior do cérebro, e até hoje lembro desse momento.Meti a língua, chupando como louco.Pena que não podia fazer aquele barulho escandaloso de chupador contumaz de bucetas!!!Mesmo assim, movimentei a língua de baixo para cima, de cima para baixo, de esquerda para direita e vice versa.Lambi, enfiei a língua, até perceber que ela era mais sensível quando eu deixava a língua dura e dava linguada firme e centrada.Ela foi apertando minha cabeça até que tremendo, gozou, chupando um seio.Continuei chupando gostoso,até que ela veio me beijar.NOssaaaaa, ela meteu a língua no meu rosto todo, lambendo toda a porra que vazou daquela xana deliciosa.
Ela veio sedenta pegando no meu pau.Encostei a perna na janela, e ela caiu de boca.lambeu a cabeça, sentia que ela sorvia o pré-gozo que meu pau havia soltado.Foi colocando a cabeça na boca, lambia a glande, passava a mão no meu saco.Foi enfiando mais.
Foi enfiando a boca no meu pau, até que em dado momento senti que a cabeça enconstou na sua garganta.Ficou parada por instantes, com a boca cheia, com os olhos esbugalhados, apoixando as mãos em minhas coxas.Quando tirou a boca, senti a baba escorrer no meu pau.Ela arfou, quase vomitou, estava com os olhos cheios de lágrimas.Pensei que ela iria desistir, mas falou baixinho em meu ouvido....
_Ai delícia, que delícia de pau, força esse pau na minha garganta que eu adoro!
Fiquei indeciso, mas ela segurou minha mão e colocou na própria nuca, e foi descendo a boca no meu pau.Forcei com as mãos e ela engoliu até a garganta.Ficou novamente parada, e soluçando, soltou o pau para fora.Fiquei louco, então coloquei as duas pernas envolta da cabeça daquela gostosa e forcei o quadril para cima quando ela colou a boca no pau.Senti o pau tocar fundo da garganta, e ela desesperada me deu tapas em meu quadril.Fiquei uns 4 segundos assim, na pressão.Quando a soltei, pensei que estivesse brava.Limitou-se a soluçar, limpar os olhos e falar que sou um tarado pervertido.
Fui novamente chupado, mas dessa vez ela chupou as bolas e enfiou a língua no meu cu.Jamais iria imaginar que aquela mulher pudesse fazer isso....
Ela foi ficando de quatro e eu meti a língua no rabinho.Fiz isso até que ela perguntou por preservativo.Encapei meu pau e fui forçando na entrada daquela buceta.Entrou suave, forcei até bater o saco na bunda.começei a foda lentamente, tirando e colocando aos poucos, fui pegando em seu cabelo, olhava aquele rabo, passei o dedo no cu, até que ela olhou para trás mordendo os lábios e requebrou os quadris.Fui aumentando as estocadas até que a movimentação estava no limite.Senti as contrações da vagina no meu pau, e ela foi lentamente ficando parada, mordendo o pau com a xana.Voltei a enterrar, ela surpreendentemente murmurava....
_Ai...to gozando....to gozando.....ui...de novo....nossa...mete mais, com força, que eu to gozando, to gozando, to gozando........até que eu senti que iria gozar.
Diminuí um pouco a velocidade, lambi sua nuca e anunciei que iria gozar.Ela tirou a buceta do meu pau , tirou a camisinha, e caiu de boca no meu pau, que nessa hora começou a soltar jatos de porra dentro daquela boca.Nossa, ela engolia a porra ao mesmo tempo que apertava o meu pau, até que a última gota escorreu direto para aquela boca.
Ficamos nos beijando, eu enfiei o dedo na xaninha e senti o gosto dos seus gozos.
Quando falei que ela era uma máquina de gozar, ficou sem graça e mudou de assunto.
Toquei naquele cuzinho, ela acusou o toque e mordeu meu dedo com o anel.Ela me olhou e falou.....
Hummmm....vc merece isso, seu safado.
Colocou a boca no meu pau.Ele, que estava mole, foi crescendo, se esticando, retesando, até que ela novamente ficou naquele vaivém com o bicho dentro da boca, fazendo força.
Ela tirou a calcinha e ficou de quatro.Enfiei um dedo, entrou fácil.Fui colocando o segundo, que entrou com um pouco mais de esforço.Antes que eu forçasse o terceiro, ela me olha por cima dos ombros e fala:
_Ai, macho tarado, come logo o cuzinho dessa puta!
Ela mesma colocou bastante saliva no rabinho e foi direcionando meu pau naquele buraco quente.
Fiz pressão e fiquei parado.Ela jogava a bunda de um lado para outro.Olhou por cima dos ombros e perguntou se eu gostava de seu rabinho.Minha resposta foi o aumento da pressão no seu anelzinho.Ela jogou a bunda para trás e senti o pau entrar macio.Permaneci parado.
Ela passava os dedos na xaninha, até que eu fui enfiando lentamente em ato contínuo até sentir que ficou só o saco do lado de fora.
Ela passou sua mãozinha no meu saco e no que restava daquele cu e percebeu que a pentração foi plena.
Retirei quase tudo, só restou a cabeçinha dentro, e voltei a empurrar tudo.Fiz isso umas 5 vezes, até que ela pediu sussurrando:
_Ai, seu comedor de cu, mete rápido, mete com tudo, ai, mete, mete, mete que eu quero gozar dando o cu!!!!
Segurei naquele quadril e iniciei o vaivém ritmado, aumentando o movimento, até que a velocidade foi total.
Senti um leve barulho do lado e vi uma senhora obesa abrir a porta do toilete, fingindo que não nos via em ato obceno.(Apesar da claridade da luz).Esse fato tirou minha concentração pelo medo de um possível escândalo.Foi bom, pois eu estava quase gozando.Minutos depois a obesa abre a porta, nos olha discretamente e segue seu rumo.FEchado o toilete, tudo voltou a ficar escuro.
Enquanto isso nós continuávamos nossa foda anal.
Ela jogava a cabeça de um lado para o outro, e eu agarrei os cabelos e os puxei.Ela rebolou, tremeu o corpo, e começou a morder o meu pau com o cuzinho.Estava gozando! sim, pois ela me confirmou pouco depois.
Eu senti meu corpo arder, senti uma queimação na espinha, hesitei na penetração e ela percebeu.Tirou o cu do meu pau, tirou a camisinha, e meteu a boca novamente no meu pau.
Sorveu minha porra, limpou meu pau e beijou minha boca.
Pedi para ela descer em minha cidade, para continuarmos em minha casa.Ela se recusou, confirmou ser casada, tinha avisado o horário que chegaria em sua casa.
Mas ela me falou que havia gostado do meu jeito, e que voltaríamos a nos ver.
Pedi sua calcinha como recordação daquela foda, ela negou.Educadamente insisti no pedido, pois sua calcinha estava empregnada com seu néctar de fêmea fatal.Relutou, pois como chegaria para casa sem calcinha????Peguei a calcinha, esfreguei no rosto, no nariz, e falei que isso era delicioso.
Combinei que compraria uma novinha na próxima parada, ela me deu a calcinha e sorriu.
Feito isso, retornou ao seu local.
O ônibus parou em um restaurante.voltamos a nos falar durante um lanche.Quis comprar uma calcinha, mas ela recusou o presente.
Quando amanheceu, o ônibus chegou a Sorocaba.Cheguei do seu lado, a acordei, dei um beijo naquela boca deliciosa, reiterei o convite para descermos juntos, e ela novamente recusou.Passou-me dois fones, que no mesmo dia descobri serem errados.....rs
ah, essas mulheres.....rs
Adoraria manter contato com mulheres fogosas, quanto a avaliadora, restou-me de recordação a calcinha com o cheirinho dela....rs

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario cota português

cota português Comentou em 06/12/2015

Gostei muito. Votei

foto perfil usuario nenel33

nenel33 Comentou em 15/08/2014

que belo conto gostei mto teve meu voto,vc e mto gostosa gozei varias vezes lendo o seu conto gata bjjoss bem gostoso.

foto perfil usuario

Comentou em 22/11/2013

excelente o conto adorei e votado

foto perfil usuario safado&gostoso

safado&gostoso Comentou em 15/04/2013

Votado com louvor!!! Já passei por isso...e passo só que de trem e metro...veja lá os meus relatos!!!

foto perfil usuario sena.bh

sena.bh Comentou em 11/02/2013

q q issoooo.....que fodaaa....dentro do ônibus....maravilhaa..já tive uma experiência parecida...belo conto e bela foda. Parabéns....valeu o voto...

foto perfil usuario mgseg

mgseg Comentou em 19/10/2012

ótimo

foto perfil usuario vanessaputinha

vanessaputinha Comentou em 19/10/2012

Hummmm... que delícia de conto. Me deixou meladinha. Bjs

foto perfil usuario fabio-mao

fabio-mao Comentou em 19/10/2012

gostei de todos seus contos. Obrigado!

foto perfil usuario

Comentou em 19/10/2012

Totalmente sexy e excitante seu conto, show.

foto perfil usuario

Comentou em 19/10/2012

Muito bom relato, ameiii...bjs ardidos..




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


19936 - Transando loucamente com amigo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 75
19937 - O caseiro comeu minha mulher - Categoria: Traição/Corno - Votos: 90
20088 - Festa Louca, 9 Tarados sedentos por SEXO - Categoria: Fantasias - Votos: 23
20089 - Marcinha, a empregada Vadia - Categoria: Fantasias - Votos: 108
20090 - Minha mulher transou com meu amigo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 27
20149 - Festa Louca, 10 Tarados sedentos por SEXO - Categoria: Fantasias - Votos: 57
20604 - DE BOA ESPOSA, A VADIA DO BAIRRO - Categoria: Traição/Corno - Votos: 56
20605 - EU VI MINHA MULHER DAR PARA 3 PEDREIROS - Categoria: Traição/Corno - Votos: 70
20652 - Bons Empregados, e Bons de Foda - Categoria: Traição/Corno - Votos: 36
21123 - Chantagiei uma Ninfeta Part 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 24
21124 - Swing, Ciúme e Tesão - Categoria: Traição/Corno - Votos: 31
21125 - Comendo a Babá - Categoria: Heterosexual - Votos: 16
21129 - Meu 1° menàge Masculino - Categoria: Traição/Corno - Votos: 23
21211 - Loucura Entre Casais - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 22
21267 - Sandra, a Esposa Mais Vadia de Todas Part. 1 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
21268 - Sandra, a Esposa Mais Vadia de Todas Part. 2 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 24
21270 - Sandra, a Esposa Mais Vadia de Todas Part. 3 - Categoria: Traição/Corno - Votos: 29
21295 - Delicioso Sogro - by Silvia - Categoria: Heterosexual - Votos: 25
21299 - Meu Namorado me Deu a um estranho - by Janaína - Categoria: Exibicionismo - Votos: 15
21824 - Fantasia de um Corno - By Samara - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 21
21825 - Desejo Ardente de Uma Evangélica - By José - Categoria: Traição/Corno - Votos: 30
21830 - Chantagiei uma Ninfeta Part 2 - Categoria: Fantasias - Votos: 15
23194 - Doce Vingança - By Claudia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 12
23195 - Doce Vingança 2 - By Claudia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 11
23196 - Doce Vingança 3 - By Claudia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 13
23299 - A Mãe do meu Amigo - Categoria: Heterosexual - Votos: 17
23300 - Minha Mulher não Estranhou - Categoria: Traição/Corno - Votos: 26
23341 - E Que Surpresa - By Carla - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 17
23342 - Como Descobri Que Minha Esposa Era Uma Vadia - Categoria: Traição/Corno - Votos: 56
23343 - Um Churrasco e Muito sexo - Categoria: Traição/Corno - Votos: 28
23468 - A Festa na Praia, (Minha Esposa e 9 Garotões) - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 33
23513 - Namoradinha do filho, e Vadia do Pai. - Categoria: Incesto - Votos: 68
24584 - Desafio na casa de Swing - Categoria: Fantasias - Votos: 29
24587 - Cumplicidade de um Casal Liberal - By Treinador Se - Categoria: Fantasias - Votos: 15
25045 - A filha do meu amigo - Categoria: Heterosexual - Votos: 20
43022 - Experiência incrível no consultório - Categoria: Traição/Corno - Votos: 46
51731 - Títio me fudeu gostoso - Categoria: Incesto - Votos: 22
51732 - Títio me fudeu gostoso, agora por completo. - Categoria: Incesto - Votos: 16
51924 - Fodida por um casal insaciável - Categoria: Heterosexual - Votos: 34
52231 - Família sedenta po sexo - Categoria: Incesto - Votos: 48
52264 - Família sedenta por sexo 2 - Categoria: Incesto - Votos: 44

Ficha do conto

Foto Perfil casal tarado
casaltarado

Nome do conto:
Que loucura dentro do Ônibus

Codigo do conto:
21201

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
18/10/2012

Quant.de Votos:
20

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos comendo viadinhoFilhos tarados fudendo maes porno em quadrinhosSura professora greloconto erotico minha namorada gosta de mostrar sua bucetaconto primeira trocameu irmão fode me todos diasconto erótico gay meu colega gostoso e picudocontos porno sogro e noracontos porno de sogro comedor de noraconto erotico de mae e filho com fotoscontos eroticos gay fui enrrabado apanhei e gosei com um desconhecidohistoria porno irmaodei minha bucetinha menor na virada do ano contosxvideos.com mobili a minha cunhada que mora na minha casacomi a comadrecunhadinha linda gostosa me dando o cuzinho e gritando de dor e tezaoFoder e mamar em família contoseroticoscontos eroticos bixanowww.sobrinhacontoerotico.com.brContis eroticos Carol corno triaçao com.ex e um amigo roludocontos eroticos 3 filhas do vizinhoGozada na buceta contocontos eróticosquadrinhos erótico escravacontos pequena punheteiracontos eroticos fiquei enganchada na janelaconto erotico incesto baba pervertidasgostozinhadando pra umjumentocontos de cdzinhasconto com foto amadora corno esposa enteada incestoconto erotico gay uber com fotoquadrinhos 3d pornôputinha dos irmãos contosquadrinhos porno gayVeterinariapornoporno como novinhas Lesbicascontos eroticos fudendo o rabinho da minha avopenis dos negros imagemGanhei a cunhada coroa cabacoRecém casadas traindo em contosconto erotico gay viado submisso obrigado por seu dono a participar de orgiawww conto erotico gay de irmao com irmao com brConto erotico judiou da apertadinhaheitai porns mãe e filho xxconto erotico com a minha maecontos eroticos minha calçola fez meu filho me comeConto erotico irmãzinho nuaContos eróticos de incesto ai mamae que chupetinha mais gostosa é essaas bucetudacontos eróticos insetos minha tia gostosa e putacasado hetero fraga sublinho nu sedus o novinhoconto moreno heteroyu-gi-oh sexoxxvideo medica .safada chupa pau de velhoencoxando a mamae conto erotcomeno ucu da noraxvidiofilhinha querendo dar uma c****** no pinto do paicheiro de cu fedido contoengravidei conto eroticochupa grelinho contosconto erótico em audio com o compadrecontos deu mole ele kreusexo com cartoonscontos eroticos como provocar um homencontos eroticos reais Minha mãe é puta e eu viadinhocontos erticos com fotos de casadas que chegou em casa toda arrombadavovô é um corno contoHq porno o escritor com 2 pau q o menino escreve uma história com duas peitudas e ele tem dois pauconto herótico minha madrasta juliana segunda parte contos eróticos de brigas e reconciliaçãocontos eroticos Ono na casa de coroa anooteminha cunhadinha quadrinho pornoos fuckstonescomeçou no sitio + eroticocontos de corno esposa gravida de outroconto erotico tomando banho com minha mae