Viagem de fim de semana com MAZ



Quando eu, minha mulher e meus filhos fomos passar fim de semana em nossa chácara fui informado pela minha mulher que havia convidado um casal de amigo e eu não tinha como esconder a minha satisfação, pois a mulher, que vou chamar aqui de MAZ, alem de ser linda e extremamente sensual, é muito alegre e divertida. Seria ótima companhia. Eu e ela tocávamos muitos e-mails, pois eu havia recebido um e-mail enviado por um amigo para ela com copia para mim e dai passei a me corresponder só com ela, com envio de uns arquivos "interessantes e picantes"que ela retribuía com outros, mas quando ela nos visitava nada disto entrava no papo.
Quando chegaram para nos acompanhar na viagem, ela vestia com um pequeno short, blusa e sandália.
Fiquei alucinado...
Iniciamos a viagem e quando estávamos na Rodovia Dutra percebi que o marido dela sinalizava com os faróis e parou no acostamento. Fui ate lá e ele disse-me que não estava acostumado a dirigir a noite e seu farol não era bom e sendo uma viagem de quase 2 horas ele ia voltar e retornaria no outro dia pela manha.
Para não "perder tempo" sugeri que ele fosse dirigindo minha Meriva e me seguindo, visto eu conhecer bem o caminho, não teria dificuldades de levar o carro dele.
Ele concordou e fomos para meu carro, expliquei para minha família, pequei meus documentos e fui para o outro carro e entrei dizendo.
- MAZ, lembra que um dia Vc me disse que seu sonho erótico, seria "apanhar" de um homem te batendo com uma carteira e o dinheiro caindo para todos os lados te daria o maior tesão e Vc se entregaria toda para esta pessoa.
Este momento não poderia ser o melhor para eu ficar perto de Vc e poder ter um belo papo para tentar realizar este sonho, um dia ...
Ela retrucou dizendo:
- Mas, o que eu tenho fisicamente que pode te emocionar e para Vc poder fazer eu realizar este sonho.
Respondi:
- Seu lindo rosto, magnífica boca, corpo e estas pernas maravilhosas....
- Como! respondeu. Minhas pernas não tem nada de diferente, mostrando-as sob aquele luar da noite, tornando-a   ainda mais apetitosas.
Recomeçamos a viagem e durante o caminho não vacilei, muito de leve coloquei a mão sobre sua perna, e ela fez um pequeno gesto de tentar retirar e eu disse que não teria qualquer problema pois do outro carro nada iriam ver e se Vc acha que suas pernas não tem nada de impressionante, não vejo porque relutar.
Minha vontade era de entrar no primeiro motel que aparecesse não estrada .
Com os olhos na estrada e no retrovisor, fui deixando o meu carro com um distancia bem razoável e com pequenos protestos da MAZ, elevei minha mão mais próximo do seu short e coloquei levemente sua virilha, sua vulva. Ora subia a mão,ora descia, procurando inclusive seus seios.Estávamos ficando em pleno auge.
De repente ela retirou a minha mão e e abriu muito sutilmente o zíper do short e o tirou juntamente com a calcinha. Fiquei na expectativa.
Ela recolocou somente o short ate a altura dos joelhos. Buscou a minha mão e depositou sob sua perna, com um belo sorriso.
Suavemente, com o maior carinho deste mundo, passei a masturba-la .
Com muito mais empolgação e muito carinho, acariciava as suas pernas, sua vulva.... seu clitóris.
Ela foi se entregando.Que visão!
Mantendo os olhos na estrada, com um tesão que parecia que eu ia explodir, percebi que ela se contorcia no banco do carro, masturbando seus seios, praticamente à amostra.
Olhei para eles que, sob a luz daquela noite e os reflexos dos faróis dos veículos que vinham na outra pista em sentido contrario, foi quanto vi o quanto eram lindos, bicos pontiagudos dilaceravam a pele dos seios e se mostravam "loucos" para serem engolidos. Alisei-os, acariciei-os, apertava-os com muita delicadeza.
Acelerei bruscamente e dei uma grande distancia do outro veiculo e subitamente parei no acostamento. Beijei aqueles seios . Eram quente, suaves, maravilhosamente doces, perfumados, firmes. Estava duros em plena tesão.
Envolvia-a em meus braços e a beijei levemente na boca e recebi o maior envolvimento. Que delicia!
Passei as mãos em suas pernas, enterrei levemente um,dois dedos em sua vulva, ate o fundo,beijei seu pescoço, seus ombros, chupei seus peitos. Queria beijar seu corpo inteiro.
Retornei para estrada, observando que o meu carro estava chegando com uma distancia segura.
Dirigindo com todo cuidado, voltei acariciar suas pernas, seus seios e clitóris. Enterrei o dedo em sua buceta e voltava a masturbar seu clitóris com o maior carinho, bem de leve, como estivesse fazendo "cosquinhas no mesmo".
Ela gozou, com um gemido suave e profundo com tudo que se poderia aproveitar de uma masturbação.
Ficamos a deriva entre olhares, suspiros, pequenos comentários, e ela estava toda a vontade.
Short ate os joelhos, blusa aberta. Os colocou de volta quando avisei sobre o pedágio .
Riamos à vontade e ao pagar a moça do pedágio ela olhou sutilmente e maliciosamente. Ate parece que deu a entender que ali rolava o maior romance. E de fato era. Eu estava alucinado, com se tivesse tomado a maior vitamina sensual do mundo. Tudo estava maravilhoso. Sai do pedágio vendo que o outro carro estava ainda em outra fila.
Voltei a colocar minha mão sob suas pernas., Não resistia a tamanho prazer que elas me proporcionavam.
Novamente excitada, ela se posicionou no banco de forma que sua cabeça ficou no meu colo, olhando para meu rosto, suavemente levantou a cabeça e me beijou e me acariciou o rosto com uma de suas mãos quentes e suaves, enquanto se masturbava seus seios, seus clitóris com a outra mão. Assim permanecemos algum tempo durante a viagem.
Ficava imaginando o estariam vendo os caminhoneiros quando por eles nos passávamos.
Acho que vi uns três atravessando a pista, uns dois caindo pelo acostamento, inúmeros outros buzinavam a toda altura, outros piscavam faróis como se fosse a maior festa.. Óbvio que tinham notado alguma coisa.
Eu estava ficando.
Quando ela viu que eu não teria mais resistência de segurar mais meu gozo, disse baixinho no meu ouvido:
- Acelere, distancie e pare no acostamento, quero descontar uma coisa...
Fiz de imediato, corri, distancie o máximo, ela foi abrindo o zíper do meu short pondo meu cacete para fora, entrei em uma estrada secundaria e parei repentinamente.
Ela começou a me masturbar, colocando a sua calcinha sobre meu membro e com sua mão envolvendo o mesmo, fez com que eu ejaculasse, sem nos sujar. Beije- a muito.
Sutilmente, abaixo, beijou a cabeça de meu membro e disse, vamos embora, amor!
Voltamos para estrada e continuamos a viagem conversando e riamos de tudo que falávamos pois estávamos muito felizes.
Foi um dos melhores fim de semana que eu tive em minha vida.Tenho agora de programar novos encontros e rechiar a minha carteira para poder fazer ela realizar seu sonho, comigo....

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico aspeixe

Nome do conto:
Viagem de fim de semana com MAZ

Codigo do conto:
6905

Categoria:
Fetiches

Data da Publicação:
17/01/2006

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


Contos eroticos de moleques de treze anos emos dando bunda para amigos em casaconto erotico gay com o motoboyo amigo negro do meu filho quadrinhoarrombada contoroludos descomunalcontos eróticos - esposa se vinga com o filhocontos gang bang inesperado incestoContos eróticos de incésto vovo pauzudo fode a neta veterinária na fazendaporno conto erotico chantagemlegal porno contos erotico com negros e mendingos fudendo mulheres casadascomi a comadrenegras casadas traindo contoscontos eroticos fudi minha gestante devido meu pai nos abandonawww.mulherescasadascontoseroticos.comhentai o amigo negro do meu filhocontos eroticos adoro leite delesquadrinho eroticos ilustradoquadrinhos eróticos de liaConto erotico gay soldado mete com fio dentalconto erotico apostei minha namoradamamae tem sonhos eroticos e acorda o filho com uma chupadacontoerotico papai goso na filhinha bbmeu compadre tem fantasia herotica cm migo o q devo fazerSou puta um muleke contos gayCasada gostosa fode com primo,fotos confesso.contos eroticos de defloraçao analsexo gay hqConto erotico vendo a bucetinha primacontos eu comi minha sobrinha de 6Estou sempre no cio contos eroticoscontos eroticos safadinhavideo porno negao enpura arola na novinha ante ela tremeracabei virando mulherzinha da mamae conto de cdzinhaContos eróticos de incésto vovo pauzudo fode a neta veterinária na fazendacontos eróticos crossdresser com negaohistorias eroticas de tritãowww.fotos.morena.camila.putona.contos.eroticoscontos eroticos sentei no fuzilConto erotico de menina semastubandocontoseroticoscuarrombadover picas e contos eroticos de travestisTio comeu subrinha enocemtesexo dragon ball quadrinhospagamdo aposta que perdi para meu irmão xvideocontos eroticos com o amigo do meu filho 2017contos eroticos eu de.comsaia.comno coletivocom deZ anos meu pai mim sentava no colo e rosava minha bucetinha no pau dele contos eroticoscontos eroticos papai se mastubando na piscinaContos eróticos de gai com dotados negãoconto erotico em ravidei do meu sogro chupei a filha delecontos casal fazeno.manage com motorista da ubercontus sou rabuda e 3 me fudeam afosachrisrían and pornoFilho anos conto pintinhoconto erotico gay negao escraviza viado submissotio tarado pega enteadanuahormonios femininos conto eroticoconto erotico desde novinhaconto erotico fudeno a baixinha gostosa Minha namorada deu pro cara do uber conto eróticocontoeroticoburrodei Boa Noite Cinderela para minha mãe e abusei dela arranquei a roupa delao pai viu as fotos no comprotador e meu fodeuContos eroticos com coroascontos eroticos cumplices de um resgatecontos eroticos corno do zeladorcontos eroticos domando a vagabundacontos flagrei minha esposa traindo numa festafilme porno mulher com o capeta no corpo virando o olho de tanto se masturbaela estava me arrombando conto erotico cu cornocontos eróticos vassouraContos eroticos papaichupou filhA virgemconto gay com frentista porno