A faculdade ensina muitas coisas - Parte 2



Desde que eu o vi pela primeira vez algo me chamou atenção, não sei o que era, não sabia definir muito bem, mas era algo mais forte que eu, porém ao mesmo tempo era algo tão delicado que ir contra seria como ser rude com uma flor.
Depois que nos conhecemos e eu "quebrei o gelo" puxando conversa não consegui mais me afastar, tudo me levava a continuar falando com ele e ficar perto dele. O Tiago era diferente das outras pessoas, ele não falava em um momento desproporcional, não buscava aparecer, parecia tão feliz com ele mesmo que, de certa forma, me agradava aquilo nele. Nossa proximidade ocorreu com tanta naturalidade que me sentia a vontade de falar tudo que precisava pra ele, não via problemas em dividir com ele tudo que queria, às vezes até poderia assustar ele com isso, mas me alegrava em ter ele como um "Porto Seguro".
No dia em que o Tiago me chamou pra ir à festa junina do inglês dele me prontifiquei a ir, a companhia dele me agradava e eu não tinha nada pra fazer naquela noite. Quando passou pra me pegar em casa eu já estava à espera, achei que tudo até ali estava normal, porém no momento em que chegamos na festa e ele disse que precisávamos conversar logo me assustei. Passou mil e uma coisas na minha cabeça, não sei o que poderia estar me assustando tanto, mas tentei manter o controle, vi em seus olhos que era algo sério. Quando ele disse que estava apaixonado por mim, todas as mil e uma coisas que se passavam na minha cabeça se desfizeram dando espaço a um vazio, que pela rapidez com que tudo acontecia tudo mal pude entender se era alívio ou desespero. Meu espanto com o que tinha ouvido ali passou e apenas respondi com tudo que vinha do meu coração. Apenas pude lhe dizer:
- Ti, não sei o que responder, mas saiba que nada entre nós pode ou deve mudar, não precisamos encarar isso como algo ruim ou algo a ser como divisor de fases em nossa amizade. Vamos deixar as coisas acontecerem sem julgamentos.
Em seus olhos puder ver o espanto com minha resposta, não sabia se tinha falado a coisa certa, mas tinha dito tudo o que sentia e fiquei esperando que ele compreendesse tudo. Após seu espanto ele disse:
- Rafa, to aliviado com tudo o que me disse, sabia que você não teria uma atitude diferente, mas mesmo assim tinha medo do que poderia acontecer. Obrigado por entender.
Nesse dia pude ver que nossa amizade seria maior que qualquer coisa, naquele momento pensei em dizer mais algumas coisas, mas me contive e disse pra irmos pra festa. Aproveitamos a noite inteira, tudo estava muito bom e valeu a pena ter ido.
Os Dias seguiram e nossa amizade não mudou em nada, continuou a mesma coisa, sempre nos falando e agindo normalmente durante algum tempo. Porém, tempos depois da nossa conversa antes da festa junina senti que o Tiago começava a se afastar de mim, não era nada muito explícito, mas como eu estava tão acostumado em ter a atenção dele 24 horas por dia comecei a sentir que as vezes ele queria ficar meio longe, queria me deixar de lado por alguns momentos. No começo desse afastamento dele não senti muita coisa, pensei que era coisa momentânea, entretanto, em algum momento, aquilo tudo começou a me deixar confuso e triste, não queria que se afastasse de mim. Esse afastamento dele poderia ser por algumas horas ou até um dia sem nos falarmos, mas isso já era o suficiente pra eu me sentir mal, pra eu sentir falta, mas como eu iria falar isso pra ele? Como eu iria pedir uma explicação? Como eu poderia cobrar isso de alguém que não tem nenhuma obrigação comigo? Aguentei essa situação por alguns dias (pareceram meses ou anos), então resolvi conversar com ele, tentar resolver as coisas como amigos verdadeiros.
Quando acabou a aula me apressei em ficar do lado de fora da sala pra tentar falar com ele. Assim que saiu pedi pra ir comigo até a praça que tem ali dentro do campus. Comecei a conversar com ele e fui direto, não me demorei pra entrar no assunto principal daquela conversa.
- Ti, aconteceu alguma coisa? Você está passando alguma coisa pelo qual eu precise saber o que é? Está precisando de algo?
O estranhamento dele foi visível, ela estava perplexo com tudo o que disse, mas não se demorou em se explicar:
- Não, Rafa, está tudo bem comigo, não sei porque tá pensando que algo acontece/aconteceu comigo.
Nesse momento fiquei mais perplexo que ele. Como assim não estava nada acontecendo? Como assim ele simplesmente começa a me deixar de lado sem motivo algum? Expliquei pra ele tudo que estava pensando, disse que me sentia meio de lado por ele, disse que estava incomodado com isso. Nesse momento, quando expliquei o que estava sentindo da parte dele puder ver que ele entendeu o que eu tinha tentado falar e então se apressou em se explicar:
- Rafa, não é fácil pra mim, nossa amizade é a coisa mais linda e fofa do mundo, porém não está sendo fácil pra mim, nossa relação está sendo igual a de um casal, acordamos e vamos dormir com mensagens de um pro outro, é mesma coisa de ter e não ter você ao mesmo tempo, por favor, tente me entender. E, realmente, estou, aos poucos, tentando me afastar, mas não é pra te fazer mal, não é pra te entristecer, só quero melhorar em relação ao que sinto. Me desculpe por te deixar assim.
Nesse momento não sabia mais o que ele falava, estava com a cabeça baixa e só pensava que tudo que ele estava me dizendo seria uma forma educada de deixar bem claro que estaríamos nos separando aos poucos, nesse momento minhas lágrimas corriam involuntariamente, era uma dor sem razão, eu apenas sentia. Em meio ao meu desespero apenas falei sem pensar:
- Não me deixe, fique comigo... Por favor, não me abandone. Eu preciso de você comigo.
Depois de dizer isso ergui minha cabeça pra tentar encará-lo e entender na resposta dele o que eu mesmo quis dizer com aquilo.

-----------------------------------
Continua.


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario boy123

boy123 Comentou em 29/03/2016

Perfeito seu conto! Uma história boa e cativante. Continua

foto perfil usuario coroaaventura

coroaaventura Comentou em 29/03/2016

Que coisa boa, cara! Envolvente demais. De repente troca-se o narrador. Demais.

foto perfil usuario nandoluis

nandoluis Comentou em 29/03/2016

Quero saber o final, mas parece que não sai mais kkk

foto perfil usuario todynhodasilva

todynhodasilva Comentou em 29/03/2016

demais , demais , quando virão os próximos??? Está extremamente roubando minha atenção , essa narração agora dele foi muito radical , que sacada cara...parabéns de pé!!!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


80936 - A faculdade ensina muitas coisas - Parte 1 - Categoria: Gays - Votos: 7
81093 - A Faculdade ensina muitas coisas - Parte 3 - Categoria: Gays - Votos: 4
81114 - A faculdade ensina muitas coisas - Parte 4 - Categoria: Gays - Votos: 5

Ficha do conto

Foto Perfil tiagonemo
tiagonemo

Nome do conto:
A faculdade ensina muitas coisas - Parte 2

Codigo do conto:
81029

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
28/03/2016

Quant.de Votos:
4

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


sexo emquadrinhopeguei na buceta da casada e ela nem ligou contos eroticospriquito de mulhe vigemcontos eroticos incesto com fotos pag 50conto erotico esposa dopada e bebadaContos eroticos gays pescador dotadoputinha da prima bunduda contohaaaa, que gostoso esse cúconto erótico na selvaconto incesto sou mulher do meu filhocontos suguei a buceta da minha namoradacontoerótico deu a buceta p segurança negãomeu genro tirou virgidade cu contocorno mereceu. eu dei mesmo contosquadrinho pornô gayiniciada pelo padrasto ou pai contos eróticosConto erotico dando de calcinhaincesto poringaputa na frente do marido contocontos eroticos de cornos e veiasmulher mendiga conto eroticocontos eróticos grátis comi meu sobrinho gay virgemcontos meu filhote adora mamar em mimconto suruba e traicoes homens virgenscontos de marido da minha primaPorno contos punheteira queria ver saircontos eroticos vizinha crente kkkkta vendo corno ele fudendo meu cuMeu enteado negro dotado. Conto hetersexual.contos meus amingos fodera minha mae contos eroticos velha lesbica abusando de novinhasexo dei pro meu paidesenhos porno negros em quadrinhosconto eroticos esposa com varias picascontos de fio dental repartindo o bucetaofilhaputacontoConto erotico violentou a casada pra vingar do maridoCunete frances gay arrombo no cuconto erotico advogada curradaporno mãe possuir segredo fudendo escondido do maridomulher sendo fodida por dois homenswww.contoerotico.com/conto/381/443071/a-putinha-do-papai.htmlmelhores arronbos nas mulheres quadrinhomulheres gostosas na fodacontos eroticos gay guardaPorno contos incesto papais mamaes iniciando suas bem novinhas no banho na camasegredos com minha filha contos de incestocontos erótico coroa da feira enrabou menino novinho gaycontos safada exibidaconto erotico minha tia parte 2porno contos eroticos adoro mamar no papailadra come buceta da muhle em codedo no quato Nuasconto erotico de meu cunhado me comeu no carro enquanto meu marido dirigiaa puta daMinha irmaconto eroticoxvideos novino sarado de sunga no pescinaprimeira vez no clube swing ja virei corno mansoContos eroticos de meninas pequenas taboo quadradinhosQuadrinho erotico me apaixonei por um inquilinocontos eroticos gay dando pro irmaoatravessei a gostosa hentaihistorias de scat gayconto erotico come o cu da minha irma gordanovinhas sendo a********* por monstros de Picão contos eróticosconto foder caralho pequenopapai me obrigo mamar nele contos inocentesexo no banco de tras com o corno a dirigirconto erotico maquinha gulosaanal com evanjelicascontos eroticos icestos tia de saiaver conto erotico sobre animais diferentecontos eroticos gay de chacreiro comendo filhinho do patraocontos eróticos a professora submissacontos eroticos vozinho tirando o cabaço do cu do netinhoFabiola rabo de arraia fudendoconto erotico gay negao dominador escraviza travesticontos eroticos tive minha buceta chupada na universidade pelo o gatinhoviciada em porra conto viciada