O presente da sogrinha: A consumação



Eis que chegou quinta feira, o dia que eu daria meu pau de presente pra minha sogra,(leia o conto anterior:O presente da sogrinha a conversa). Continuando, eu cheguei na casa da minha namorada as 18:00 hrs, e o meu cunhado que me atendeu, pois a minha namorada e a Raquel estavam se arrumando. Ele achava que eu iria levar a Jaque e a Raquel ao shopping, então nem fez nenhuma pergunta, só avisou que elas já desciam, e subiu pro quarto pra dormir como sempre. Fiquei esperando em torno de 30 minutos, quando minha namorada desce, com uma calça leggin preta, uma blusinha azul bem decotada e pra minha surpresa ela me disse que estava sem calcinha. Enquanto esperávamos a mãe dela eu perguntei se a sogrinha tava bem, se tava muito ansiosa, porque eu tava me matando de ansiedade. O meu sonho de fuder a minha sogra tava se realizando.
Depois de uns 15 minutos que minha namorada desceu, minha sogra desce também, com um vestidinho de alcinha vermelho, curto, um pouco acima do joelho, sem sutiã como sempre, e um salto alto pra completar. Ela parecia visivelmente bem nervosa e ansiosa com a situação, e tentou não falar muito comigo, talvez por medo ou vergonha. Fomos para o carro, a Raquel parou um pouco no portão, como que pensando se queria mesmo isso, mais a minha namorada puxa ela, e fala pra ela entrar na frente, o que ela faz em silencio. Minha namorada entra também, e saímos. Como o shopping que costumamos ir fica perto do motel eu iria deixar minha namorada no shopping e seguir com a mãe dela pro motel. Minha sogra tava bem quieta, então minha namorada começou a falar pra tentar descontrair. A partir daí minha sogra começou a relaxar um pouco, e minha namorada começou a falar que hoje a mãe dela ia sentir uma rola de verdade, que ela ia viciar. Enfim chegamos ao shopping, minha namorada se despede de mim e da mãe dela, e entra no shopping, pra se encontrar com umas amigas(era o que eu pensava rs).Agora era só eu e minha sogra no carro, então coloco uma mão sobre a coxa dela e sinto como estava macia, ela olha pra mim e da um leve sorriso, e manda eu dirigir.
Chegamos ao motel já eram 19:30 hrs, e pegamos uma suíte com hidro. Entramos no quarto e ela parecia mais nervosa ainda, enquanto eu não me agüentava de tesão. Ela entrou e disse que precisava ir ao banheiro, e enquanto isso eu pedi champanhe pra gente e já fui ficando a vontade, tirei a roupa e fiquei só de cueca deitado na cama. Ela demorou um pouco no banheiro, parecia que estava tentando ganhar tempo pra criar coragem de uma vez. O champanhe chegou, eu já coloquei em duas taças e chamei minha sogrinha, ela avisou que estava saindo, e então ela sai do banheiro com roupa ainda, e se assusta ao me ver de cueca. Então eu chamo ela pra beber comigo, puxo ela pela mão e ela senta na cama. Eu começo a passar a mão nas pernas dela, enquanto ela bebia e puxo assunto, elogio, falo que ela era linda, gostosa e tal. Com algumas taças e muitos elogios ela se solta um pouco e finalmente consigo dar o primeiro beijo nela. Nossa que boca gostosa ela tinha, e aos poucos ela foi se entregando, fui beijando ela, beijando o pescoço e por cima da roupa coloquei a mão nos peitinhos dela, que já estavam com os bicos durinhos.
Nesse momento eu sentir ela estremecer, e então eu apertei mais os peitos dela, e ela começou a pegar no meu pau ainda duro por cima da cueca.Com os movimentos das minhas mãos nos seios dela, ela começou a gemer baixinho, ainda meio tímida, mas me pediu pra tirar o vestido dela, o que fiz prontamente. Pronto agora estava minha sogrinha Raquel na minha frente só com uma calcinha de renda vermelha. Eu puxei ela pra perto e cai de boca naqueles peitinhos durinhos. Nisso eu vi pela primeira vez ela se soltar mesmo e dizer:
-Isso Leandro chupa meus peitos, aaaiiiii que deliciaaaa, fazia tempo que não sentia isso...aiiiiii Leandro chupa mais vaaai...
Enquanto ela gemia pra mim, ela apertava meu pau por cima da cueca, e gemia cada vez mais.Eu já louco por ela joguei ela na cama, e logo tirei aquela calcinha dela, que já tava encharcada.Pela primeira vez vi aquela buceta linda com alguns pelos ainda, mais que eu estava louco pra fuder. Beijei um pouco mais Raquel, e fui descendo por todo o corpo dela, ate chegar naquela bucetinha gostosa, que a muito tempo não era chupada.Comecei a sentir o gosto daquela buceta, e nossa que delicia que era a minha sogrinha.Enquanto eu chupava ela se contorcia na cama, e gemia bastante:
-Aiiiiiii Leandro seu puto, issso chupa minha buceta safado
nosssaaaaaa faz sua sogrinha gozaaaaaa vai safado
aaaahhhhh isso seu puto safado me chupa gostoso vaaaaiii...
Fiquei chupando minha sogra por uns 5 minutos, ate que ela começou a ter vários espasmos e gritar mais:
-aaaaahhhhh eu to gozandooooo seu cachorro, isso vai não para caralho, aaaaaaaahhhhh isso nossa que delicia ahhhhhhh...
E mesmo gozando na minha boca, ela continuou segurando minha cabeça, não queria que eu parasse, e eu entendendo o recado comecei a sugar aquela buceta dela com mais vontade, e de novo ela começou ter uns espasmos fortes e gozar na minha boca:
-aaaaahhhh seu puto issso que delicia aaahhhhhhh isssso seu safado
faz sua sogrinha gozaaa seu puto aaahhhh que delicia...
Ela gozou bastante na minha cara, eu tava com rosto molhado e ela cansada soltou meu rosto, e eu pude ver a cara de safada satisfeita que minha sogra tava. Ela pediu um beijo e me disse que eu fiz ela sentir a melhor gozada em anos. Eu disse que agora era a vez dela de retribuir, e ela com cara de safada entendeu o recado e já foi colocando a mão dentro da minha cueca, e tirando meu pau pra fora, e ainda falou:
-Nossa Leh eu já tinha visto a Jaque mamando, mais agora sei pq ela gosta tanto.
Então ela terminou de tirar minha cueca e e comigo deitado na cama, ela se posicionou de quatro, com rosto pra mamar meu cacete, e aquele bundão dela ficou empinadinho pro espelho.
Meu pau latejando de tesão ela segurando ele, e aproximando o rosto bem devagar, olhando pra mim com aquela cara de quem tinha experiência em mamar uma rola. Ela vai chegando perto, e da um beijinho de leve na cabeça do meu pau, o que me fez arrepiar. Ela começou a Lamber bem de leve, e ia da cabeça e descia bem devagar até as bolas. Eu tava delirando sem ela nem sequer ter colocado meu pau na boca.Então a Raquel da mais um beijinho e abocanha de uma vez meu pau. Nossa foi a melhor sensação ver aquela mulher de 58 anos chupando meu pau, e melhor ainda, a mãe da minha namorada, minha sogrinha que eu tanto amo. Ela começou a subir e descer com aquela boquinha macia, nossa era o melhor boquete que eu já recebi na vida. A mãe chupava muito melhor que a filha. A sogrinha tava babando no meu pau e eu La louco de tesão, com aquela chupada gostosa. Depois de uns 5 minutos mamando eu já tava louco pra goza, e então ela tirava da boca e falava:
-Ainda não cachorro, eu ainda vou aproveitar muito essa rola gostosa.
Nossa eu ficava louco com a cara de safada que ela fazia, a cara de puta. Quem diria que um dia a minha sogrinha, aquela mulher que apesar das roupas que usava em casa, sempre foi seria, se dando ao respeito, estaria aqui de quatro peladinha chupando meu cacete. Depois de uns 15 minutos chupando meu pau e sempre tirando da boca quando eu tava pra goza ela tira de vez. Ela vem engatinhando por cima de mim, fazendo cara de safada e fala:
-Agora eu vou me acabar nessa pica genrinho safado, vou sentir uma rola dentro de mim seu puto...
Então ela encostou a cabecinha do meu pau na portinha da buceta dela, senti como tava quente e encharcada. Minha sogra era experiente, ela queria me ter sob controle, ela já estava totalmente solta, e foi deslizando aquela bucetona no meu pau, ate entrar todo dentro dela. Ela deu um gemido alto:
-aaaaaaaaiiiii nossa genrinho, como é grossa essa pika...huuuuuuum que delicia Leandro.
Ela começou a subir e descer lentamente, e foi aumentando o ritmo, ate estar cavalgando gostoso no meu pau.
A minha visão era linda; minha sogra com seus 58 anos, aqueles peitinhos durinhos, aquela bucetona peluda, cavalgando no meu pau, gemendo e fazendo cara de puta. Aquilo estava incrível, que tava difícil não gozar, e ela foi cavalgando e gemendo mais:
-aiiiiiii leeeh que pau gostoso, aiiii ta rasgando minha buceta seu puto, nossa seu cachorro que delicia de pau...
Ela acelerou os movimentos e num espasmo forte, ela gozou gritando:
-Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh seu puto safado
aaaaaaaaahhhhhh to gozando porraaaaaa
aaaaaahhhh issso que delicia genrinhoooo, que pau gostoso
aaaahhhhhh caralhooooo seu puto safado...
Ela gozou pela terceira vez comigo, e tendo espasmos ela desfaleceu sobre mim. Então eu disse que era a minha vez de gozar, o que ela logo atendeu...Voltou a me chupar, e eu pensando q ela queria tomar leite na boca, ela para e fica de quatro na ponta da cama, e me chama:
-vem safado, vem me mostrar como vc sabe fuder
vem goza dentro da minha buceta vem amor...
Então me posicionei atrás dela, e apontei o pau naquela bucetona, e ela sem perder tempo começou forçar o corpo pra trás, pro meu pau entrar logo. Eu meti então de uma vez e ela pediu:
-veeeem seu safado, me fode com força, me faz gozar de novo faz seu puto...
Sem demora comecei a bombar naquela bucetona e ela gemendo e rebolando pedindo pra não parar:
-isso safado me fodeee vai me come seu puto
mostra que é macho, pucha meu cabelo vai seu fdp
bate nesse meu rabo bate cachorro, vai mete mais...
Eu não imaginava que a Raquel era safada daquele jeito, e então continuei bombando, e depois de algum tempo no ritmo, senti que ia gozar, e acelerei. Ela percebeu e começou a rebolar mais:
-veeem seu puto, enche minha buceta de porra vaai safado...
Eu não agüentei mais e comecei a gozar naquela buceta gostosa.
Nossa eu gozei muitoo, como não gozava fazia tempo.E ela sentindo minha porra, mais uma vez por incrível que pareça começa a goza de novo, mais dessa vez com menos espasmos:
-aaaaahhhhh safado que pau gostoso, enchendo minha buceta de porra...aaaaaaahhhhhh to gozando de novo genrinho gostoso
aaaaaaaaahhhhhhhhhhhh...
Depois disso caímos os dois cansados na cama, e ficamos alguns minutos deitados lado a lado.
Depois de um tempo ela levanta e vai em direção a hidro, e eu percebo a porra escorrendo pelas pernas dela.
Reparo como ela tinha um rabo gostoso, e naquela noite eu ainda ia comer aquele cu...
Mais isso fica para o próximo conto.
Foto 1 do Conto erotico: O presente da sogrinha: A consumação

Foto 2 do Conto erotico: O presente da sogrinha: A consumação

Foto 3 do Conto erotico: O presente da sogrinha: A consumação

Foto 4 do Conto erotico: O presente da sogrinha: A consumação


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario colegasp

colegasp Comentou em 06/06/2016

Adorei este conto, quero os demais. Sua namorada tb participou?

foto perfil usuario sograrb

sograrb Comentou em 05/06/2016

Li novamente este conto, me deu muito tesão.

foto perfil usuario zeze

zeze Comentou em 05/06/2016

Adorei seu conto, tua sogra é uma delicia, não sei nem como ela ficou na seca, ela é muito gostosa, e sua namorada muito esperta, te liberá a mãe e com certeza vai divertir-se no pau de outro. Levou meu voto.

foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 05/06/2016

Nossa eu quero ela tb. Votei. Espero um contato,pra conhecer essa sogrinha deliciosa adorei as fotos ,se possível mostra pra ela o comentário abraço

foto perfil usuario voyspmen

voyspmen Comentou em 05/06/2016

Nossa eu quero ela tb. Votei. Espero um contato,pra conhecer essa sogrinha deliciosa adorei as fotos ,se possível mostra pra ela o comentário abraço

foto perfil usuario anya

anya Comentou em 03/06/2016

Nossa que conto mais quente, adorei, uma aventura com a sogra e ainda com conhecimento da namorada, essa estoria ainda vai render bons frutos, parabens pelo conto, adorei, beijus.

foto perfil usuario sograrb

sograrb Comentou em 02/06/2016

Adorei e gozei muito lendo. Sou uma sogra safada e sei o tesão que é fuder com um genro tarado.

foto perfil usuario carreteiro 1498

carreteiro 1498 Comentou em 02/06/2016

Tesão seu conto, tenho tesão também de meter bem gostoso com minha sogra.

foto perfil usuario moreno_jppb

moreno_jppb Comentou em 02/06/2016

Estou achando que enquanto você se dava bem, sua gata dava melhor ainda com aquela legin sem calcinha. Que delícia.

foto perfil usuario luizcasadorj

luizcasadorj Comentou em 01/06/2016

Sua sogra é um tesão, parabéns e recebeu meu voto.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


84084 - O presente da sogrinha: A conversa - Categoria: Incesto - Votos: 24
84399 - O presente da sogrinha: O desfecho - Categoria: Incesto - Votos: 23

Ficha do conto

Foto Perfil lelezin69
lelezin69

Nome do conto:
O presente da sogrinha: A consumação

Codigo do conto:
84192

Categoria:
Incesto

Data da Publicação:
01/06/2016

Quant.de Votos:
32

Quant.de Fotos:
4


Online porn video at mobile phone


assaltei meu genro com minha busseta e me fudeu bemcontos eróticos o amigo do meu marido me seduziu conto erotico gay viajando na carreta com a rola dentropai e filho gays sexo desenhoscontos eroticos fui violentada amei incestoesposa da buceta lindalesbicas novinha porncontos eróticos me exibindo pro negãofui armá por meu padrasto sai de casa e acabei dando par ele incesto contos eróticoscontos porno hentai motorista comedorComendo a irmã Izabel parte 2 contospokemon a fazer sexocontos eroticos das bucetinhas bem novinhascontos excitantes puberdadesacaneando a meninasexodiarista tesuda trepando com patrão contocontos porno o dia q eu dei carona pro garoto gordinhoconto erotico meu marido quer que eu participo das putaria delegay femboy dolaceradocontos eróticos era menina mas aguenteicontos eróticos mamãe e eu no carnavallinda jovens nas multidão sendo encoxadaneguinha dando o cu quadrimhos eroticcdei pro meu pai contos eroticostoda vez que brigo traiu meu namorado contosConto erotico de bucetinha apertadacontos eroticos de diretoras safadas de escola fatos reaisconto tirando o atraso da sografilho do meu amigo conto gaymulher d moz urinar xvideo879056 vidio pornocontos eróticos o casal de alunos virgensmecanico bom de cu contosarrando a bundinha da minha filinhasainha pra admirar lesbicas contostransei com a minha maevideos de cornos que chuupamvi meu filho comendo a irmãxvideos virgens de desesses anos sendo estrupadacontos reais de esposas safadas fazendo caminhadasexo com çdu filho novinho conto eroticosapekas novinhos na puetaTraição enteadaPorno lésbica Goiânia 2017 cu vigia do conto gayconto erotico ele nao e meu irmaoConto erotico primatraveco mija na minha garganta contocontos eróticos de nerds gaysporno de os Simpsons quadrinhosenteada negra fudida pelo padastro no curralporno mãe possuir segredo fudendo escondido do maridoquadrinhos eróticos realistapirocas de jumentocarreteiro sendo comido pelo chupanovinha meteno com o padastroenganada quadrinho eroticocontos eroticos de patricinhas trasando na praiacontos eroticos tia cleide gordaconto erotico irmaos nucontos eroticos pagando o concerto do carro com a buceta e o cucontos eroticos metendo na coroa gorda deficiente fisicaconto esposa fotografadaconheci no happn e comeusiririca para o filho contocontos eroticos em caraguatatuba em 2017contoerotico: gosto de fuder com papai e falar sacanagem erodocos quadrinho cunhadasamigo viu minha esposa peladamendiga pedindo pra comer seu cu apos o dela era vigemxxvideo morenahhostoria em quadrinhos sexoconto pica ni cu da minha filha cabacocontos eroticos gay novinho putinhono conto erotico melho tramsa d minha vida foi com minha mae e minha tiaquadrinho erotico na piscina com papai tio e irmão