Sobrinha carinhosa



                                                    Sobrinha carinhosa
    Oi minha gente!!! Cá estou eu de novo o para vos contar mais uma das minhas aventuras. Hoje vou contar como eu e minha sobrinha Filipa nos envolvemos sexualmente... Filipa é filha dos meus cunhados, Carla e Vicente. Vicente é irmão do meu marido, como tal Filipa é nossa sobrinha. E uma linda garota, se parece muito com sua mãe Carla, também uma mulher muito bonita e que eu adorava um dia ter para mim, embora considere isso muito difícil. Filipa está com seus 17 aninhos de idade, morena clara, cabelos pretos e anelados um pouco abaixo dos ombros, olhos pretos, 1,67m de altura, deve ter uns 55 kg, é um pouco mais magra que eu, enfim, esta na flor da juventude e com um corpo maravilhoso.
    Meus cunhados moram no interior de Minas numa cidadezinha bem pequena, enquanto eu moro numa cidade bem maior muito perto de São Paulo. Pelo que meu marido me contou, sua sobrinha tinha muita vontade de conhecer a cidade grande de São Paulo, mas seus pais nunca tiveram oportunidade de a levar lá. Então no período de férias da menina Vicente ligou para seu irmão pedindo se ela poderia passar uns tempos connosco. Meu marido falou comigo sobre o assunto e concerteza eu concordei. Talvez ele com a sobrinha por perto parasse um pouco de beber. Engano meu, ele não tem emenda mesmo. Mesmo assim eu aceitei que ela viesse passar então um tempo connosco, e eu mesma a levaria a conhecer São Paulo.
    Na altura das férias lá veio Filipa para nossa casa, eu mesma a fui buscar na estação do trem. Eu desde que ela nasceu e já fez 17 anos, a tinha visto muito poucas vezes. E a última vez já fazia uns 8 anos, era ela uma garotinha de escola. Quando a recebi ainda na estação fiquei espantada, claro que a reconheci logo, mas estava muito diferente desde a última vez. Agora Filipa estava uma mulher feita, e linda demais.
    Filipa vinha com ideia de ficar só uma semana, mas depois acabou por ficar duas, e quando teve de voltar ela ia com muita pena de me deixar. Vocês vão saber porquê lá mais para a frente. Nos primeiros dias nós duas conversamos muito e nos conhecemos mais ou menos. Ela estava deslumbrada com esta cidade, imaginem quando eu a levar a conhecer São Paulo! Isso seria no primeiro final de semana, até lá eu quis saber tudo sobre ela. Não sei porquê, mas gostou muito de mim e à noite quando ficávamos sozinha ela se abria toda comigo. Falava dos seus namorados que teve, e que foram poucos porque na sua cidadezinha tinha muito pouco de interessante, tirando um rapaz que ela teve como namorado e que lhe tinha ensinado o pouco que sabia sobre sexo e essas coisas. Falava de São Paulo com um brilho nos olhos... nossa. Aquela moça era fascinada pela cidade grande.
    Estava adorando a presença de minha sobrinha, mas nem tudo era perfeito. Com ela ali em casa eu não tinha tempo para as minha aventuras com minhas amigas, e depois de três dias eu sentia falta de sexo. Mas como eu iria fazer? Ela precisava de mim. Aí me veio à ideia de experimentar com ela mesmo, teria de ser com muito cuidado. Não sabia como ela reagiria, mas safada do jeito que eu sou logo uma ideia surgiu em minha mente. Nós duas dormíamos no meu quarto mas em camas separadas. Meu marido tinha arrumado uma cama de solteiro para sua sobrinha dormir, e só podia ser no meu quarto, na casa só tem dois.
    Não estava mais agüentando e resolvi arriscar, sabia que a Filipa não era nenhuma santinha. Teve um namorado e já havia transado com ele, ela havia me contado sobre sua primeira vez. Minha sobrinha sempre entrava na internet após eu acabar de usar o portátil ( após a meia noite). Resolvi deixar pistas sobre meu interesse, no primeiro dia acabei de usar o portátil e deixei aberta algumas fotos de lésbicas, para ver qual seria sua reação, fui para o banheiro e liguei o chuveiro , fiquei olhando pela greta da porta enquanto ela navegava, e para minha surpresa ela admirou demoradamente cada foto, e depois entrou em alguns links dos sites sobre o assunto. Fui fazendo isso durante alguns dias e algumas vezes ela se masturbou discretamente em frente ao PC, achando que eu estava no banho. Tinha medo de tentar algo, mas chegou a um ponto que eu tinha que tentar, ou então eu morreria de tesão. Faltavam quatro dias para ela voltar para casa, era sábado à noite. Foi quando eu deixei o meu conto preferido na tela, o de mãe e filha, antes dela chegar e fui para o banho. Fiquei observando da greta e vi quando ela começou a se tocar lendo tal conto, e eu já não me agüentava mais te tesão, fui para o chuveiro e tomei um gostoso banho, coloquei uma camisolinha bem pequena e fui ver no que dava. Cheguei despercebida atras dela, e fiquei observando aquela cena, ela se masturbando lendo aquele conto maravilhoso. Quando ela percebeu a minha presença se assustou e me pediu desculpas. Falou que eu não deveria deixar aquelas janelas abertas pra ela ver. Eu disse que as deixei de propósito, e que queria reler aquele conto junto dela. Tudo isto com seu tio perdido de bêbado dormindo no quarto ali ao lado. Mas isso não era problema para mim, quando ele fica daquele jeito não há barulho que o acorde. E no meu quarto onde nós duas dormíamos ele não tem autorização para entrar. Continuando, sentei ao seu lado e comecei a ler, ela ficou estática ao meu lado. Quando acabei de ler eu perguntei se ela havia gostado. Ela disse que tinha se excitado muito com o conto. Disse pra ela fechar os olhos, dei um beijo em sua boca, ao qual ela não correspondeu, afastou-se um pouco e me perguntou se o que fazíamos era certo. eu só respondi que não sabia, mas que estava sentindo algo muito forte e inconseqüente por ela, e que juntas poderíamos nos ensinar a arte do amor entre duas mulheres. Ela ficou me olhando por uns cinco segundos, me puxou e continuou o beijo, mas agora muito calorosamente. Nos beijamos muito, eu sentia sua língua se entrelaçar à minha, e com isso o nosso tesão aumentava. Ela então falou: "titia, faz amor comigo bem gostoso, faz". Eu a levei para a minha cama e paramos ao lado da mesma, começamos a nos beijar novamente, mas agora um beijo muito mais caloroso, começamos a nos acariciar, fui descendo a mão até sua bunda, acariciando ela todinha, sentindo nossos seios durinhos se esbarrando. Ela fazia o mesmo comigo. Ela estava de saia, eu estava de camisola. Nos explorávamos bem gostoso por baixo de nossas roupas, a única barreira eram as calcinhas. Eu sentia sua umidade entre as pernas e ficava louca, sugava seu pescoço e acariciava sua bucetinha por cima da calcinha, ela quase desfalecia em meus braços, se entregou completamente a mim, segurava minhas nádegas bem forte enquanto eu a bolinava bem gostoso. Tirei sua Blusa e comecei a chupar seu seios, eram médios e estavam durinhos, uma delícia. Ela me pediu para deitar pois estava com as pernas bambas, eu a coloquei em minha cama e continuei a mamar em seus seios, que delícia, que tesão. Enquanto isso eu arredava sua calcinha para o lado e acariciava bem gostoso sua bucetinha, ela gemia e pedia mais. Ela me pediu pra tirar sua calcinha, pois estava machucando, eu a tirei e cheirei, tinha um cheiro maravilhoso de sexo, de desejo, e ofereci para ela sentir, ela cheirou profundamente e disse que estava uma delícia, e perguntou se eu queria sentir o gostinho também. Eu logo voltei a acariciar e a ouvir seus gemidos, "vai tia, faz gostoso, me enlouquece". Passei meus dedos bem gostoso em sua xaninha, e depois os chupei, era um gosto maravilhoso, e ela começou a me pedir, "me chupa vai, chupa sua sobrinha, chupa gostoso". Ao ouvir esses apelos eu não agüentei mais, fui descendo...descendo ate chegar em sua buceta, ela tinha os cabelinhos aparados , ralinhos, estava inchadinha de desejo, e super molhada. Comecei a lamber bem gostoso, ela foi abrindo as pernas cada vez mais," vai titia, isso titia querida, estou arreganhadinha só pra você". Ela se contorcia de desejo, eu perguntei se ela me queria, ela disse que queria muito, e teria que ser já. Eu disse que primeiro queria fuder ela um pouquinho e sentir ela gozar em minha boca. "Me fode tia, vou gozar bem gostoso pra você". Coloquei um dedo e comecei a socar, bem devagar, ela gemia muito alto, estava louca de desejo, eu não me agüentando mais, "vai tia, põe mais um dedo, me fode toda". Coloquei dois dedos e fui fudendo bem rápido, e ao mesmo tempo chupando toda sua buceta, seu clitóris, era deliciosa, muito cheirosa. Fui fudendo e chupando, fudendo e chupando, até que ela não agüentou mais e teve um orgasmo em minha boca, que delícia, chupei tudo. Após isso ela fechou os olhos e pediu para eu abraça-la, disse que tinha sido maravilhoso e que queria me satisfazer também, mas precisava se recompor do que eu havia lhe causado, eu disse que estava ótimo, que ainda tinha-mos a noite inteira pela frente, e que ela poderia se recompor que eu estaria esperando, ela olhou no fundo dos meus olhos, e disse que tinha-mos não só a noite, mas o resto da semana para aproveitar-mos ao máximo, que a partir daquele dia tudo mudara, e sorrindo me deu um caloroso beijo, ficamos muito tempo nos beijando, talvez quase meia hora. Eu estava em cima e ela embaixo, abraçadas, nos beijando, quando ela carinhosamente foi descendo seus braços até minhas nádegas, me acariciando de forma deliciosa, eu sentia um calor muito forte e pensava comigo mesma, que delicia, vamos recomeçar. Ela abria minhas nádegas com suas mãos e me perguntava, "gosta assim tia"? Gosta de ficar abertinha? Arreganhadinha pra mim? Eu estava ficando louca, ela sabia acariciar e conduzir as palavras, me deixando em êxtase, sem voz, e eu respondi gemendo, "adoro querida", continua vai. Ela pediu pra eu me levantar e se sentou na beirada da cama, tirou minha camisola me deixando apenas de calcinha, eu perguntei se queria que tirasse a calcinha, ela disse que não, que ainda não era a hora, esse seu jogo me deixava louca, ela me pediu pra sentar em seu colo, de pernas abertas, e de frente pra ela, eu o fiz, ela me puxou para bem próximo dela e voltou a me beijar, logo após empurrou-me um pouco para traz e começou a mamar em meus seios? Puxou minha calcinha bem pra cima, enfiou ela toda em meu rego, e começou a acariciar bem gostoso a minha bunda, me abria, me arranhava, me arreganhava , fui deixando tudo acontecer, ela me perguntou se eu estava gostando, eu logo respondi que sim, que estava muito gostoso, e sussurrei em seu ouvido, continua. Ela iniciou em minha buceta, começou a me bolinar por cima da calcinha, que a essa altura já estava encharcada, eu implorei a ela que arredasse a calcinha e me fudesse gostoso, ela como boa sobrinha que é obedeceu à titia, colocou dois dedos e foi socando bem gostoso, me fudeu gostoso enquanto sugava e mordia meus mamilos, depois iniciou um delicioso joguinho, tirou os dedos e os chupou, um por um, de maneira bem sexy, depois recolocava em minha bocetinha , fodia mais um pouquinho e me dava pra chupar, fez isso várias vezes me deixando louca de tesão. Até que cheguei a um ponto que não agüentava mais, queria ser chupada. Ela se levantou e pegou em minha mão e me conduziu para o banheiro, eu sem entender perguntei o que ela pretendia. Ela fez sinal com a mão na boca para eu me calar, eu obedeci... era mais um joguinho, e que me enlouquecia. No banheiro, ela ligou a hidromassagem, disse que seria muito bom tomar-mos banho juntas, enquanto a banheira se enchia, ela tirou minha calcinha e me sentou no bidê, pediu pra eu me sentar bem na beiradinha, estava louca de tesão e obedeci. Abriu minhas pernas e iniciou uma cuni-língua , chupava todo meu sexo, me enlouquecia, era delicioso olhar para baixo e ver minha sobrinha chupar minha buceta, eu dizia coisas como: "chupa vai, chupa a titia bem gostoso, chupa a titia gostosa", estava-mos ambas nuas e isso me dava mais tesão ainda, ela chupava muito gostoso, começava a lamber em baixo e percorria toda extensão de minha racha, depois parava em um só ponto, no grelo, no clitóris, eu gemia muito alto, acho que mesmo assim seu tio lá no quarto dele não ouvia nada. Quando percebemos, a banheira já transbordava, ela correu para desligar a água, foi logo entrando na banheira e dizendo que a água estava uma delícia, a espuma estava muito gostosa, fui para a banheira, entrei e ela me pediu para beija-la, nos beijamos como loucas, sentindo o gosto de nossos sexos em nossas bocas, sentamos de frente uma para a outra e entrelaçamos nossas pernas, de modo que eu pudesse tocá-la e ela pudesse me tocar, ela disse que queria me lavar e queria que eu a lavasse, começamos a nos tocar em baixo da água, nos tocávamos como se nos lavássemos, era uma verdadeira siririca, ficamos assim por um bom tempo, gemendo, nos beijando, nos tocando, nos amando. Ela nos interrompeu e pediu para levantarmos me disse que queria uma coisa, mas estava meio constrangida, eu disse que poderia se abrir comigo, que entre ela e eu não havia mais motivos para segredos. Ela me respondeu com um beijo, e voltamos a nos acariciar, agora de pé abraçadas, nos tocávamos por trás , eu a buceta dela e ela a minha. Ela foi subindo a mão e voltou a acariciar minha bunda, abria minhas nádegas, as arranhava, e dizia, sua bunda é muito gostosa, é deliciosa, e voltava a me beijar, de repente ela foi mais ousada, colocou o dedo médio em meu cuzinho e começou a acariciar, eu comecei a rebolar de tesão, ela perguntou se eu já tinha levado por trás, se tinha vontade de tomar no cu, aquelas palavras me enlouqueceram, quase gozei só de ouvir. Não respondi a sua pergunta, não com palavras, eu lhe disse, "me beija". Nos beijamos com muito tesão, talvez no auge do tesão, me encaminhei para a beirada da banheira e me posicionei de bruços, da cintura pra cima eu estava deitada do lado de fora da banheira, meus joelhos apoiados no fundo da banheira, como se estivesse de quatro. Olhei para Filipa que estava em pé atrás de mim, ela aproximou-se e se ajoelhou atrás de mim. Eu disse, se quiser meu cuzinho vai ter que chupa-lo, ela iniciou uma chupada muito gostosa, circulava ele todo com a língua, depois lambia minha buceta até chegar no cuzinho, era delicioso. Começou a me bolinar gostoso com o dedo, e queria me penetrar, eu pedi que esperasse mais um pouquinho, pois ainda não me sentia preparada, pedi para ela ir até o armário do banheiro e pegar um vidrinho azul, ela disse que iria pegar mas que era pra eu não sair daquela posição, perguntou o que era, eu respondi, vaselina, conhece? Ela disse que sim, que agora tinha entendido. Ela voltou a se ajoelhar atrás de mim, e continuou me chupando o cu, eu pedi pra ela lambuzar o dedinho e me lambuzar, me deixar bem lubrificadinha, ela enfiava o dedo no vidro e depois passava no meu rabinho, era delicioso aquilo. Eu pedi pra ela começar a penetrar e lubrificar por dentro, mas bem devagarinho, ela começou colocando o dedinho, lambuzava e enfiava devagarinho em mim, foi me deixando bem molhadinha, quando estava entrando gostoso eu pedi pra ela trocar o dedinho, colocar o médio e me comer o cuzinho, "vai querida quero tomar no cu bem gostoso... Vou te comer titia e te fuder bem gostoso, arreganha mais um pouquinho vai", eu abri mais as pernas e ela começou a me comer, socava bem gostoso no meu cuzinho, eu estava delirando de tesão, ela começou devagarinho e depois foi socando bem forte, me fudendo bem gostoso. Ficamos fudendo assim durante quase meia hora, paramos quando eu gozei, estava com tanto tesão que gozei sem ao menos ela tocar em minha buceta. Logo após ela me perguntou se eu queria mais, eu disse que precisava me recompor. Ela deu um sorriso, e disse, "quero levar por trás também tia, estou louca de vontade de dar o cuzinho". Pedi a ela que ficasse na posição que eu estava, comecei a chupar aquele cuzinho gostoso, fiz tudo o que ela fez comigo, lubrifiquei aquela bundinha e fodi bem gostoso, ela delirou de tesão até gozar. Estávamos exaustas e dormimos assim coladinhas uma na outra. No dia seguinte acordei com ela chupando meus seios, disse que não resistiu, e perguntou se eu queria mais. Saí para ver se seu tio estava em casa, para sorte nossa ele ao domingo costuma ir jogar futebol com amigos logo pela manhã. Estavamos sozinhas em casa, ele só voltaria pela tarde e recomeçamos tudo de novo. Mas agora usamos alguns de meus acessórios, como um vibrador. Foi uma delícia, ela adorou.
    Os últimos dias de férias dela foram simplesmente maravilhosos entre nós duas. No dia da despedida ela chorou muito por ter de me deixar, mas ficou a promessa que sempre que tiver férias vai querer passá-las junto comigo. Eu falei que ficaria esperando muito ansiosa por essas novas férias. Nas próximas férias quero a presentá-la a algumas amigas minhas, vai ser uma loucura seguramente...
Espero que tenham gostado

Andréia Felina


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario boy3131

boy3131 Comentou em 22/01/2017

Adorei esta´titia, muito bom!!

foto perfil usuario joalumar

joalumar Comentou em 19/11/2016

muito bom

foto perfil usuario anjo discreto

anjo discreto Comentou em 18/10/2016

Hmmmm, que tia mais gostosa!!! Adorei.... Bjs

foto perfil usuario oliveira956

oliveira956 Comentou em 14/10/2016

Sempre me surpreendendo.Contos cada dia melhores.Cada um mais excitante que o ultimo .Vc é dezVotado.???????????????????????????

foto perfil usuario psico

psico Comentou em 02/08/2016

Quero conhecer vc? Linda

foto perfil usuario edtarado

edtarado Comentou em 12/07/2016

muito excitante..maravilhoso

foto perfil usuario mrpain

mrpain Comentou em 02/07/2016

Interessante como você descreve com detalhe esse conto, parabéns

foto perfil usuario jhtg

jhtg Comentou em 01/07/2016

delicia de conto.............votado.....bjsssssss

foto perfil usuario Soninha88

Soninha88 Comentou em 20/06/2016

mais um conto tremendamente envolvente e bem escrito, como sempre me deixando molhadinha...voto mais que merecido...bjs

foto perfil usuario kellyfe

kellyfe Comentou em 20/06/2016

Parabens Andreia Seu conto e sensacional, merece um Nota 1000. Amei mesmo beijinhos

foto perfil usuario tetteu

tetteu Comentou em 19/06/2016

Muito bom. Vc descreve bem os contos. Deliciosos.




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


67296 - Eu Andréia me confesso - Categoria: Lésbicas - Votos: 46
67399 - A minha segunda vez. com Viviane, claro - Categoria: Lésbicas - Votos: 42
67514 - Meu sonho se tornou realidade. - Categoria: Lésbicas - Votos: 40
67517 - Com a doutora Patricia ( parte 1) - Categoria: Lésbicas - Votos: 51
67518 - Com a doutora Patricia ( parte 2 ) - Categoria: Lésbicas - Votos: 28
67583 - Com a minha nora - Categoria: Lésbicas - Votos: 51
67940 - Mãe e filha recém conhecidas - Categoria: Lésbicas - Votos: 35
68212 - Orgia a cinco - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 25
68213 - Marta e sua filha Sandra - Categoria: Lésbicas - Votos: 18
68388 - As duplas penetrações de Marta e sua filha Sandra - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 54
68794 - As minhas escravas - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
68850 - Entreguei Sandra e sua mãe à doutora Patricia - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
77663 - A recepcionista - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
84909 - A minha dentista linda - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
84912 - Um final de semana na chácara da minha amiga - Categoria: Lésbicas - Votos: 8
84926 - Festinha com minha prima - Categoria: Lésbicas - Votos: 8
84969 - Minha vizinha desesperada - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
85302 - Minha cunhada carente - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
85441 - Traí meu marido com seu amigo - Categoria: Heterosexual - Votos: 28
86940 - A esposa do Prefeito - Categoria: Lésbicas - Votos: 14
90464 - Num casamento - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
90683 - A visita - Categoria: Lésbicas - Votos: 9
90760 - A policial - Inspeção nocturna - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
90963 - Uma estranha deliciosa - Categoria: Lésbicas - Votos: 4
91251 - A médica substituta - Categoria: Lésbicas - Votos: 28
91402 - Esfrega sua boquinha em mim - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
91451 - Doutora Vanessa ( ficção) - Categoria: Lésbicas - Votos: 11
91754 - Esfrega sua boquinha em mim II - Categoria: Lésbicas - Votos: 12
92001 - Esfrega sua boquinha em mim III - Categoria: Lésbicas - Votos: 12
92395 - Esfrega sua boquinha em mim IV - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
92622 - A portuguesa carente mas muito safada - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 13
92655 - Debaixo da mesa do restaurante - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 11
93298 - Alberto, o amigo de meu filho - Categoria: Heterosexual - Votos: 12
93386 - Nossaaa!!! Meu tio me comeu toda - Categoria: Heterosexual - Votos: 15
93456 - Com Liliane e seu amigo - Categoria: Heterosexual - Votos: 8
93459 - Um esclarecimento - Categoria: Heterosexual - Votos: 5
93530 - Tímida mas maliciosa - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
94583 - Um sonho meu - Categoria: Lésbicas - Votos: 8
94730 - Minha amiga pagou para me ver masturbando - Categoria: Lésbicas - Votos: 20
95049 - A Doutora Juíza - Categoria: Lésbicas - Votos: 19
95164 - Gozando muito com a ninfeta no Rio - Categoria: Lésbicas - Votos: 16
95704 - Com um casal da internet - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 15
95705 - Final de semana em São Paulo com Beatriz - Categoria: Lésbicas - Votos: 9
95746 - Fui cantada por uma menininha - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
95834 - De volta à chácara da minha amiga - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 16
95873 - A filhinha virgem do casal de evangélicos - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 23
95894 - A minha cunhada carente, alguém se lembra dela? - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 13
96639 - Acabei dando para o meu filho - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 25
96782 - A esposa submissa do administrador - Categoria: Lésbicas - Votos: 10
97051 - A mãe evangélica da minha menina - Categoria: Lésbicas - Votos: 19
97170 - O meu amigo advogado - Categoria: Heterosexual - Votos: 9
102941 - A minha amiga Rosa ( a mulatinha ) - Categoria: Lésbicas - Votos: 15
103035 - Começou numa noite fria - Categoria: Lésbicas - Votos: 6
103039 - O técnico da internet era uma mulher - Categoria: Lésbicas - Votos: 12
103064 - A minha amiga Rosa ( a mulatinha ) segunda parte - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 17
103153 - Meu filho comendo a titia comigo assistindo - Categoria: Incesto - Votos: 42
103272 - Comemos minha sobrinha com sua mãe dormindo ali ao lado - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 24
103340 - No escuro do cinema ela me convenceu - Categoria: Lésbicas - Votos: 16
103422 - Finalmente minha cunhada e sua filha transaram - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 21
103649 - A minha primeira vez - Categoria: Lésbicas - Votos: 7
103720 - Consegui a reconciliação entre meu filho e minha ex nora - Categoria: Grupal e Orgias - Votos: 27
103824 - Uma viúva me provocou... Teve o que merecia - Categoria: Lésbicas - Votos: 17
103848 - Meu tio queria me comer de novo... Mas fui eu quem comeu sua esposa - Categoria: Lésbicas - Votos: 13
104113 - Uma louca perseguição... E uma noite de sonho - Categoria: Lésbicas - Votos: 12
104607 - Ana agora é submissa... E arrombada - Categoria: Lésbicas - Votos: 19

Ficha do conto

Foto Perfil andreiafelina
andreiafelina

Nome do conto:
Sobrinha carinhosa

Codigo do conto:
84997

Categoria:
Lésbicas

Data da Publicação:
18/06/2016

Quant.de Votos:
16

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos eroticos muleques negrosContos eroticos namorado leva namorada para conhecer pintudolevei minha mulher na casa de swing contosgoza na minha língua gorda da favela. trasadiiconto erotico transex vestindo calca legporno em quadrinho minha mae dando pro meu amigo negro na festanovinha dando pro patrao hentai quadrinhosmilf+toons+brasilwww.contos-esposadotado.comsexoconto chantagem da minha irmaHentai+Mae dos outrosconto erótico gay com estupro e muito sanguecontos eroticos comendo a monalisaconto erotico novinha no parque com velhotransas em quadrinhosquadrinhos porno de policiais gayporno aaii taduedo seu pau e groso ei fia tudo gosa ladentro eu quero caga sua porraxxx comics negrosContos eroticos -Sou casada e vi a pica do meu amigo pelo facebookcontos erodicos de zoofilia da tia e as sobrinhas e seus cachorrosele jogando videogame ela sentada no colodelecontos eróticos estúpros entre pais e filhosevideo.de.conto.veridico.comeram.meu.cuadorei dar a buceta pro meu filho contos com fotocontos de como de homem virei putaPauzudo gelado a camahttps://vangogrostov.ru/conto/110930/628294/-dando-pro-gaucho-pauzudo.htmlGozei na buceta da mamaeContos erotico ninfetasinha com bucetao cabeluda dando pro padrasto bem dotadoConto erótico sacanagemxxx gay. pai e filhoBaixar foto da cintura para baixo pelada de homemfotos de homem machao levando enrrabada do sograoseu pau era comprido e torto.arqueie a bunda e abri as pernas ele penetrou kentamente contos eroticosQuando do cu meu marido manda ele manda me chama puta cachorrarelatos eroticos mae e filho Mozcontos erroticos de incertos filha amante do pai 2017 ltimas publicaes com fotos sex suweven pornohotwife e marido contosamor ele esqueceu a camisinha contosexo gay piratascontos eroticos no inner clubcontos eróticos dando pra negros bem dotadosminha tia pelada fotos tireicontos porno violentadasconto erotico se vc for vc:sabe q vai:ser cornome comeram eu dormindoconto erotico roupa esposaQuadradinho Erocticos DE Avoconto erotico com o açougueiroWww.videopornoestoriacontos erotico de irma casada que que irmao pirocudocontos erotico cu sujoputaria punheta sem experiênciaContos eroticos de gaysinhos bundudosconto de sexo ela queria eu deixei mais falei que iria verlesbicas esfregando peitinho na bucetasexo irmã so faz merda contoContoeroticosacanagemfamilianovinha da buceta devorada pica gg desenhos em quadrinhoscomeram minha esposa sem eu saber contoXvideos porno morena cevegonhascomeu ate o meu cuzinho contosconto gay padrinhoContos incesto irma cavala bucetudahistoria com o'peão pauzudoconto erotico buceta depiladaconto erótico estava com a mãe na favelawww.contos+filho+pega+mãe+calvacando+na+rola+pai.com.brcontos incertos tara por minha inteada cuzudacontos eroticos pegando a mae traindo o paiconto erotico sera que ela compreendenovinha tarada pelo sexo desenhowww.contos dei a bucetinha pro meu tio no incestoContos érotico de visinhas vigenstirando o cabaco da prima de dez anos no conto eróticoContos eroticos trofeu de cornoconheci a casada no supermercadoconto erotico meu filho hermafroditaCONTO PORNO,COMI MINHA SOGRA E EMPRENHEI ELAcdzinha gemendo na varacontos de casadas que gosta negaocontos eroticos dando fabio vizinhoconto decu de esposa traindo com camioneiocontocasadasafadinhaconto minha bucetinha nascendo pelosconto erotico com foto pauzudo comendo a bucetabeijo de língua peladosconto erotico de blusinha branca pra titio vefconto erotico sou viuva levei varacontos casal van cornoconto erotico encontro ex